Home - Convergência Digital

Sem acordo, categoria de TI em São Paulo fica à espera do dissídio coletivo

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 28/06/2018

O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do estado de São Paulo (Sindpd) e os trabalhadores de TI permanecem na expectativa da decisão do Tribunal Regional do Trabalho em relação à Convenção Coletiva de Trabalho de 2018. Após a segunda audiência de conciliação, realizada no dia 17 de maio, foi estabelecido um novo percurso do processo.

Na última audiência, o desembargador Carlos Roberto Husek abriu prazo para que o Sindpd apresentasse, em 10 dias úteis, os documentos necessários para a continuidade do processo. Cumprido o prazo, houve também período de 10 dias úteis para que o Seprosp, sindicato patronal, apresentasse uma réplica à defesa do Sindpd. Após a manifestação de ambos, consta no processo a intimação para a manifestação do Ministério Público, sem prazo específico e que continua em andamento no TRT.

A campanha salarial 2018 teve nove rodadas de negociação, mas não houve acordo entre as partes. Os patrões fecharam as negociações da campanha salarial de TI 2018 oferecendo um reajuste de 2,07%. Segundo o coordenador jurídico do Sindpd, José Eduardo Furlanetto, o próximo passo até que haja novo agendamento de audiência é o sorteio do desembargador relator. Até que a decisão final seja tomada, a Convenção Coletiva 2017 da categoria permanece válida e em pleno vigor.

*Com informações do Sindpd/SP. O Seprosp não fornece informações

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/07/2018
Dissídio dos trabalhadores de TI de São Paulo segue sem definição no TRT

28/06/2018
Sem acordo, categoria de TI em São Paulo fica à espera do dissídio coletivo

25/06/2018
Funcionários da ex-Cobra Tecnologia voltam ao trabalho, mas mantêm estado de greve

21/06/2018
BBTS, ex-Cobra Tecnologia, aceita acordo do TST até julgamento do dissídio

07/06/2018
Trabalhadores entram com pedido de dissídio coletivo de greve no TST contra a Cobra Tecnologia (BBTS)

17/05/2018
Sem acordo entre patrões e empregados de TI em São Paulo

16/05/2018
TRT agenda 2ª audiência de conciliação entre patrões e empregados de TI em São Paulo

23/04/2018
Em Ribeirão Preto, Justiça ordena Coderp a fazer rescisões de contrato de trabalhao no sindicato dos trabalhadores de TI

17/04/2018
TRT/SP concede 30 dias para que patrões e empregados de TI encerrem impasse

11/04/2018
TRT faz audiência de dissídio coletivo dos trabalhadores de TI de São Paulo no dia 17

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Empregos em TI dobram em 10 anos e passam de 500 mil no Brasil

O Panorama do Setor de TICs 2018, elaborado pela Assespro Nacional, em parceria com a Assespro Paraná e a Universidade Federal do Paraná avaliou o período de 2006 a 2016. São Paulo lidera com 43% dos empregos, bem à frente dos demais Estados.

Decisão do STF a favor da terceirização não respalda a pejotização

Advogados procurados pelo portal Convergência Digital sustentam que a dispensa de empregados para a contratação como terceirizados pode caracterizar a subordinação e punição à corporação

'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

Mas toda flexibilidade exige limite. Um profissional precisa ter uma meta, um plano de carreira bem claro. A inflexibilidade também tem um custo para o profissional que se recusa a ver os novos tempos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site