TELECOM

Teles denunciam Governo ao TCU por contratar a Telebras sem licitação

Ana Paula Lobo ... 12/07/2018 ... Convergência Digital

A contratação da Telebras sem licitação, que está acontecendo por meio dos decretos do Plano Nacional de Banda Larga (Decreto 7.175/2010) e do 8.135/2013 (que estabelece dispensa de licitação para comunicações de dados que possam comprometer a segurança nacional por parte da administração pública federal direta, autárquica e fundacional) - acirra o ânimo entre as operadoras de telecomunicações e o governo.

Na segunda-feira, 10/07, o SindiTelebrasil ingressou com uma denúncia no Tribunal de Contas da União contra a contratação do GESAC, estimada em R$ 600 milhões, ocorrida por meio do MCTIC. E nesta sexta-feira, vai ingressar com mais uma denúncia, agora, contra a contratação da Telebras, sem licitação, por diversos órgãos públicos, como a Dataprev, em um contrato de R$ 290 milhões.

"O problema não é a Telebras ganhar os contratos, mas, sim, isso acontecer sem concorrência e sem igualdade de condições para as operadoras. Existe um tratamento privilegiado para uma empresa e isso foge às regras do setor", explicou o diretor de Assuntos Jurídicos do SindiTelebrasil, José Américo, ao Convergência Digital. As denúncias apresentadas ao TCU também já foram feitas na Justiça.

Contra o GESAC, a primeira medida foi negada, mas não houve o julgamento do mérito. A ação contra a contratação da Telebras pelos órgãos públicos ainda não foi julgada. "Vamos tentar todas as medidas pertinentes possíveis. Um decreto não pode mudar a Constituição. As opeadoras possuem investidores nacionais e estrangeiros. Temos que defender os direitos assegurados pela Constituição", acrescentou o diretor do SindiTelebrasil.  Não é possível estabelecer um prazo para a avaliação do TCU, que deverá seguir seus ritos e ouvir todas as partes.


Internet Móvel 3G 4G
Municípios seguram 4 mil pedidos para novas antenas de celular

A instalação dessas estações radio-base movimentaria R$ 2 bilhões. Só em São Paulo são 1,2 mil, mas há dois anos não há qualquer permissão municipal.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.

Metodologia da Anatel obriga teles irem à Justiça contra valores de multas

"Cabe à agência fazer uma reflexão de como está cobrando. As infrações cometidas no 2º semestre têm valor de multa maior do que as mesmas infrações cometidas no 1º semestre", explica o advogado Rodrigo Greco, da Rodrigo Greco Associados.

Arbitragem resolve conflitos, mas não é para todo tipo de empresa

“A arbitragem é muito boa para resolução de conflitos para questões de grande dimensão econômica, com cifras milionárias, e alta complexidade técnica”, advertiu Gustavo Schmidt, SLK Advogados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G