Home - Convergência Digital

Zona de conforto? Cuidado! Ela vai acabar com a sua carreira

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 19/07/2018

Para crescer na carreira e alcançar novos objetivos, é necessário um estado de relativa ansiedade, um espaço onde os níveis de estresse ficam ligeiramente acima do normal e, por conta disso, a energia e a disposição para mudança se manifestam, atesta o headhunter na Trend Recruitment, Dalton Morishita. "A criatividade,a inovação e a capacidade de solucionar problemas, surgem desse lugar de desconforto. É por esse motivo que um ambiente de rotina, sem desafios, não é o ideal para crescer profissionalmente", pontua o especialista.

Segundo ele, a segurança com o modelo conhecido é a principal âncora profissional para uma zona de estagnação. "Infelizmente, existem profissionais que preferem o mal que já conhecem do que os riscos que podem correr ao buscar algo novo. E é por isso que a capacidade de assumir riscos é também o motor que nos impulsiona em busca de melhores oportunidades na vida profissional", reforça Morishita.

Sair da zona de conforto implica, em primeiro lugar, identificar esse lugar de comodidade. Existe uma diferença entre estar acomodado na carreira e desfrutar as conquistas alcançadas. Após uma promoção, mudança de emprego, entrega de um grande projeto, existe uma fase de adaptação, quase como um período de estabilização para o próximo salto. Cada profissional leva um tempo para recarregar as energias e, portanto, a maneira mais fácil de distinguir não é o tempo desde a última conquista, mais sim os desafios que estão sendo encontrados e superados dia após dia.

O headhunter salienta que o primeiro sinal de uma zona de conforto é a rotina. É estar diante de processos conhecidos, facilmente superados, entregas medianas dentro do prazo, sem desafio e sem sabor de vitória. Após alguns meses nessa inércia, o profissional perde a vontade e o estímulo de ir trabalhar. "São profissionais que depois de um tempo começam a reclamar, se vitimizam quando algo dá errado e colocam em fatores externos a “culpa” por algum resultado não alcançado. Quando se está na zona de conforto, a falta de desafios faz com que a pessoa perca o interesse em realizar, concluir, concretizar e, esse baixo engajamento e energia, o colocam em um estado de entregar o mínimo possível", reforça.

Procurar cursos de atualização, se envolver em novos projetos dentro da empresa, ainda que sejam fora de sua área de atuação, realizar atividades diferentes na vida pessoal e profissional são algumas dicas para sair da zona de conforto. Manter o networking ativo com pessoas da sua e de outras áreas, sair pra tomar um café com profissionais que estudam outras formas de fazer o que você faz, também é um excelente caminho, uma vez que esses relacionamentos darão indícios do que outras pessoas e empresas estão fazendo para se atualizar.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/08/2018
LinkedIn Learning chega ao Brasil com 82 cursos em Português

13/08/2018
BID oferece curso gratuito de capacitação em Economia Digital

07/08/2018
Empresa de TI espera mais de 2 mil candidatos ao programa "Quero ser Dev"

02/08/2018
'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

31/07/2018
TOTVS abre 2 mil vagas para treinamentos gratuitos online

30/07/2018
Não meta os pés pelas mãos!

19/07/2018
Zona de conforto? Cuidado! Ela vai acabar com a sua carreira

16/07/2018
Apenas 15% dos graduados no Brasil são da área de Tecnologia

16/07/2018
Entrevista em inglês não é um bicho de sete cabeças

12/07/2018
Dell e IOS abrem 80 vagas de curso profissionalizante para jovens e pessoas com deficiência

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

Mas toda flexibilidade exige limite. Um profissional precisa ter uma meta, um plano de carreira bem claro. A inflexibilidade também tem um custo para o profissional que se recusa a ver os novos tempos.

Funcionários brasileiros burlam regras de segurança de TI por software e apps

Justificativas para a quebra da hierarquia são variáveis, entre elas desponta 'porque os software baixados são melhores do que o que a minha empresa oferecia". No Brasil, boa parte não entende o efeito da Inteligência Artificial.

Brasileiro revela pavor de perder o emprego

Estudo da Confederação Nacional da Indústria mostra que os profissionais brasileiros nunca ficaram tão preocupados com o emprego quanto agora. Sentimento cresce entre os homens, mas são as mulheres as mais assustadas com a possibilidade de demissões.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site