Home - Convergência Digital

TIM quer compartilhar frequência com Claro e Vivo

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 20/07/2018

O compartilhamento de espectro não será uma exclusividade da Oi na TIM Brasil, sustentou o CTO da operadora Leonardo Capdeville. No caso da Oi, o acerto é comemorado porque as teles passam a contar com mais 20 Mhz de espectro para utilizar e melhorar a qualidade de serviço. Mas há negociações com Vivo e Claro. "O compartilhamento de espectro é crucial para termos melhores serviços. Ele complementa o refarming", explicou Capdeville, durante a teleconferência de resultados do segundo trimestre da operadora, realizada nesta sexta-feira, 20/07.

No último dia 12, a Anatel aprovou um novo aditivo ao acordo de compartilhamento de infraestrutura e radiofrequência entre Oi e TIM, originalmente firmado em 2013 para uso comum de estações rádio base em 2,5 GHz, mas que agora também vai envolver a partilha da própria radiofrequência, além de incluir também a faixa de 1,8 GHz. "A TIM sempre foi uma defensora do compartilhamento e essa seguirá sendo uma estratégia da companhia. Não há sentido gastar dinheiro onde é possível compartilhar", afirmou Stefano De Angelis, que deixa o comando da tele e será substituído por Sami Foguel a partir do dia 23 de julho.

O CTO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville, contou ainda que está com tudo preparado para usar a faixa de 700 Mhz em São Paulo. Ele reportou que já tem mais de 600 ERBs instaladas e prontas para ser ativada quando o uso da frequência for liberado pela Anatel. "Vai melhorar muito a qualidade do serviço para o consumidor. Será um salto importante", destacou Capdeville. O uso maior do 700 MHz não paralisa os planos de refarming. Ao contrário. Além dos projetos envolvendo a faixa de 2,1GHz, a operadora também trabalha com o refarming em 800 Mhz.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/07/2019
Planos corporativos da TIM incorporam streaming de música sem descontar franquia de dados

08/07/2019
TIM expande ultra banda larga fixa na região Centro-Oeste

26/06/2019
TIM faz piloto de 5G em 'rede viva' em Florianópolis

26/06/2019
TIM faz piloto de 5G em 'rede viva' em Florianópolis

05/06/2019
Mario Girasole, VP da TIM Brasil, é homenageado pelo presidente da Itália

04/06/2019
TIM: Compra da Nextel pela Claro é a primeira da consolidação nacional em um mercado sem regras claras

04/06/2019
Pietro Labriola, TIM: "A Vivo é a empresa a ser desafiada. A Claro copia e baixa preço"

04/06/2019
Com Netflix embarcada, TIM quer fechar gap e ganhar protagonismo no pós-pago

22/05/2019
TIM faz testes de 5G em Florianópolis, Campina Grande e Santa Rita do Sapucaí

08/05/2019
Apesar de fazer 'mea culpa', TIM reclama da concorrência predatória

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site