Home - Convergência Digital

TIM quer compartilhar frequência com Claro e Vivo

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 20/07/2018

O compartilhamento de espectro não será uma exclusividade da Oi na TIM Brasil, sustentou o CTO da operadora Leonardo Capdeville. No caso da Oi, o acerto é comemorado porque as teles passam a contar com mais 20 Mhz de espectro para utilizar e melhorar a qualidade de serviço. Mas há negociações com Vivo e Claro. "O compartilhamento de espectro é crucial para termos melhores serviços. Ele complementa o refarming", explicou Capdeville, durante a teleconferência de resultados do segundo trimestre da operadora, realizada nesta sexta-feira, 20/07.

No último dia 12, a Anatel aprovou um novo aditivo ao acordo de compartilhamento de infraestrutura e radiofrequência entre Oi e TIM, originalmente firmado em 2013 para uso comum de estações rádio base em 2,5 GHz, mas que agora também vai envolver a partilha da própria radiofrequência, além de incluir também a faixa de 1,8 GHz. "A TIM sempre foi uma defensora do compartilhamento e essa seguirá sendo uma estratégia da companhia. Não há sentido gastar dinheiro onde é possível compartilhar", afirmou Stefano De Angelis, que deixa o comando da tele e será substituído por Sami Foguel a partir do dia 23 de julho.

O CTO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville, contou ainda que está com tudo preparado para usar a faixa de 700 Mhz em São Paulo. Ele reportou que já tem mais de 600 ERBs instaladas e prontas para ser ativada quando o uso da frequência for liberado pela Anatel. "Vai melhorar muito a qualidade do serviço para o consumidor. Será um salto importante", destacou Capdeville. O uso maior do 700 MHz não paralisa os planos de refarming. Ao contrário. Além dos projetos envolvendo a faixa de 2,1GHz, a operadora também trabalha com o refarming em 800 Mhz.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/02/2019
Presidente da TIM Brasil é recebido pelo ministro Marcos Pontes

04/02/2019
TIM amplia oferta de banda larga fixa por 4G em São Paulo

30/01/2019
Por cobrança indevida, SENACON impõe multa de R$ 9,7 milhões à TIM Brasil

23/01/2019
TIM leva 3G e 4G para mais de 90% da população

16/01/2019
TIM amplia 4G na faixa de 700 Mhz em São Paulo

10/01/2019
Empresa fecha com a TIM para levar IoT e 4G ao campo

19/12/2018
TIM finaliza provas de conceito com Internet das Coisas

18/12/2018
TIM fecha novembro com 3218 cidades com 4G

14/12/2018
TIM amplia zero rating para todas redes sociais no pré-pago

13/12/2018
TIM amplia uso do 4G em 700 Mhz em São Paulo

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site