NEGÓCIOS

Venda de TVs dispara, mas celulares dominam faturamento de eletrônicos

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/07/2018 ... Convergência Digital

Duas novas pesquisas, divulgadas por conta da feira anual do segmento, sugerem que o mercado de eletrônicos de consumo caminha para um segundo ano de crescimento nas vendas, com destaque para a comercialização de aparelhos de televisão, puxada pela transição para a TV Digital e pela Copa do Mundo deste 2018.

Segundo a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), a venda de televisores cresceu 30% no primeiro semestre, de longe o ritmo mais forte no setor. Em 2017, ano que o segmento de eletrônicos cresceu 11% como um todo, a venda de TVs no primeiro semestre foi de 5,1 milhões de unidades. Nos primeiros seis meses de 2018, esse número chega a 6,6 milhões.

“Junto ao desejo do brasileiro de assistir à Copa em altíssima resolução, estava formado o ambiente necessário para o crescimento do setor que também tem a expectativa de elevação nas vendas com a mudança do sinal de TV que migra do analógico para o digital”, avalia o presidente da entidade, José Jorge do Nascimento Junior. Ele acredita que o setor deve crescer 15% este ano, acima dos 11% de 2017.

O ritmo, na verdade, é ainda mais forte. Outro levantamento, este feito pela GfK, indica que a venda de TVs crescia acima dos 35% nos primeiros cinco meses do ano. A própria Eletros diz que a toada era ainda maior e superava os 46%, mas sofreu impacto direto dos 12 dias de paralisações nos fretes com a greve dos caminhoneiros, na segunda metade de maio.

O levantamento da empresa alemã de pesquisas também destaca o faturamento maior com a venda de notebooks, cuja alta de 14% compensou a queda de 15% entre os desktops. Mas vale registrar que mesmo com queda nas vendas (-1%), os celulares tiveram alta nas receitas (6%), graças ao aumento de preços (7%), de acordo com essa pesquisa que analisou o mercado entre janeiro e maio.

Mesmo com a queda o volume, no entanto, o mercado brasileiro de telefones celulares segue como principal pilar do segmento de eletrônicos de consumo, sendo responsável por 40% do faturamento total, estimado em R$ 42,5 bilhões nos primeiros cinco meses de 2018, contra os R$ 40 bilhões anotados entre janeiro e maio de 2017.


Cloud Computing
Universidade de Nova York escolhe empresa brasileira para projeto de nuvem

Plataforma desenvolvida pela Radix garante segurança de informações confidenciais e é usada por diferentes agências norte-americanas para abrigar mais de 50 bases de dados confidenciais, em todos os níveis do governo dos Estados Unidos.

NVIDIA: Inteligência Artificial exige mais profissionais no Brasil

Inteligência Artificial é o mercado mais promissor para novos negócios, revela o gerente de desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA, Marcio Aguiar. No Brasil, a NVIDIA adota a estratégia de abrir suas APIs para o desenvolvimento e pesquisa.

Assespro Paraná será um agente de crédito para empresas de TI

Entidade poderá intermediar de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão. Empresas com faturamento entre R$ 360 mil a R$ 16 milhões podem se candidatar aos recursos.

Blockchain vira um vale de desilusão nas corporações

A advertência é feita pelo Gartner, uma vez que os gestores admitem que  boa parte dos projetos não consegue ir além da fase inicial de experimentação. A consultoria elenca sete erros cometidos pelas empresas, entre eles acreditar que exista um padrão de interoperabilidade e que a tecnologia está pronta para o uso.

Rakuten: não há lugar para todos na guerra das maquininhas

A maior concorrência entre os fornecedores beneficia lojistas e consumidores, afirma o CEO e presidente da Rakuten no Brasil, René Abe. Com a LGPD chegando, empresa recomenda a atualização imediata das plataformas para evitar, entre outros, o roubo de dados pessoais.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G