Convergência Digital - Home

Pregão de nuvem do governo pode superar R$ 112 milhões

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 24/07/2018

O interesse dos órgãos federais no pregão para serviços de computação em nuvem superou em muito as estimativas do Ministério do Planejamento. Dados preliminares sobre a adesão dos entes públicos indica que essa licitação, a primeira compra coletiva do que vai virar a nuvem do governo federal, prevista para ficar um pouco abaixo de R$ 15 milhões, pode superar os R$ 112 milhões.

A secretaria de TICs do Ministério do Planejamento tinha aberto prazo para que os órgãos indicassem o interesse de aderir à intenção de registro de preços e o prazo para isso terminou na sexta, 20/7. Os órgãos federais ainda têm uma semana para confirmar a participação do pregão encaminhando a documentação necessária. Mas deve ficar perto de duas dezenas deles.

A forte demanda é medida pelas unidades de contratação previstas no termo de referência dessa licitação, que separa a contratação em dois elementos principais: serviços de computação em nuvem e serviços técnicos especializados – há também treinamento, mas que representa uma fração pequena do total a ser contratado.

No termo de referência, a estimativa da Setic era de contratar 1.768.350 unidades dos serviços de nuvem, além de 10.698 unidades de serviços técnicos, ao longo de 30 meses. Mas a demanda requerida a partir do interesse demonstrado pelos órgão federais é muito maior: 13.167.390 unidades de ‘nuvem’ e 88.880 de serviços técnicos. Em valores significa que o valor total estimado do pregão pula de R$ 14,8 milhões para R$ 112,6 milhões.

Nesse pregão, a intenção do governo é contratar um integrador para prestação de serviços de computação em nuvem pública, sob demanda, incluindo desenvolvimento, manutenção e gestão de topologias de aplicações e a disponibilização continuada de recursos de Infraestrutura como Serviço (IaaS) e Plataforma como Serviço (PaaS).


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

Unimed Porto Alegre recupera 130tb de dados em três dias

Empresa criou uma força-tarefa para recuperar informações críticas ao negócio e iniciou a renovação do seu data center com a adoção do IBM Power, revela o gerente de TI da Unimed Porto Alegre, Antonio Fonini. A inteligência artificial também está sendo usada para combater as fraudes.

Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

Com 60 anos de história, a Via Varejo opera as marcas Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Bartira. Exatamente por essa cultura tradicional e pela complexidade de sua estrutura, qualquer grande mudança é uma tarefa bastante difícil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site