NEGÓCIOS

Brasil requer uma agenda única para migrar à indústria 4.0

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, de Foz do Iguaçu ... 02/08/2018 ... Convergência Digital

O Brasil precisa construir o quanto antes uma agenda única para tirar o atraso na jornada à indústria 4.0, advertiu o vice-presidente da Schneider Electric, Cristiano dos Anjos, ao participar do My Inova Summit, que acontece nesta quarta-feira, 02/08, em Foz do Iguaçu, organizado pela Assespro Paraná. O executivo lembrou que mesmo entre as grandes empresas o percentual de adesão à digitalização fica aquém do desejado.

Nas PMEs, ela praticamente inexiste. "O que é um risco. Se o negócio da empresa não está conectado ao cliente, ele vai morrer", ressalta Cristiano dos Anjos, em entrevista à CDTV, do Convergência digital. Pesquisa recente feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que, nos últimos dois anos, aumentou em 10 pontos percentuais o número de grandes indústrias brasileiras que utilizam tecnologias digitais. Entre o início de 2016 e o de 2018, o percentual das empresas que utilizam pelo menos uma das 13 tecnologias digitais consideradas nas entrevistas passou de 63% para 73%. Entre as 632 ouvidas, 48% pretendem investir em recursos da Indústria 4.0.

Os números comprovam, acrescenta Cristiano dos Anjos, que é urgente evangelizar as empresas para digitalizar seus negócios. "É catequisar mesmo, é mostrar que digitalização não é um hype, não é uma moda. Ela veio para ficar", salienta. Ao ser questionado sobre o que é preciso fazer para que o governo entenda TICs como prioridade. "O mais importante de tudo é que as políticas públicas tenham começo, meio e fim. Elas precisam ser de longo prazo e não serem mudadas conforme as trocas no poder". Assistam a entrevista com o VP da Schneider Electric, Cristiano dos Anjos.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

Empresas nacionais de software contábil se unem e criam a Joint Venture

SCI, Tron, Mastermaq, Fortes e a empresa de sistemas de gestão ERP na nuvem Omie seleram um acordo para criar a Joint Venture, que entra em operação no começo de 2019, com aporte de R$ 40 milhões.

Uber pagará R$ 500 milhões para encerrar caso de vazamento de dados de 57 milhões de usuários

Empresa vai pagar a 50 Estados norte-americanos para por um ponto final no caso, que aconteceu em 2016, mas só foi revelado no final de 2017.  Os dados de 196 mil brasileiros também vazaram. O valor acertado é o maior da história.

Demora do INPI deixa marca iPhone grátis para Apple no Brasil

Sete anos antes da fabricante americana lançar o aparelho, brasileira Gradiente pediu registro da marca no Brasil. INPI, no entanto, só concedeu o registro em 2008.

BRPhotonics: sem dinheiro, morreu o sonho de fazer chip no Brasil

Ativos da companhia foram vendidos para três empresas. Os R$ 15 milhões aportados pela FINEP não sustentaram o negócio.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G