Home - Convergência Digital

Empresas retomam demanda por programadores em ASP e XML

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 10/08/2018

Como a economia gig continua crescendo, muitas empresas em todo o mundo contam com freelancers para construir seus negócios. Durante o segundo trimestre, o Freelancer.com mediu as atividades de trabalho em sua plataforma além das tendências na economia online e identificou que os jobs de Web Development cresceram neste ano e dominaram, mais uma vez, a lista dos trabalhos com maior crescimento para o mercado de autônomos e crowdsourcing.

A análise de mais de 500 mil trabalhos postados no segundo trimestre revelou que as oportunidades para as habilidades mais comuns em Engenharia tiveram um salto surpreendente, como Engenharia Mecânica, Engenharia e Engenharia Elétrica. Essas áreas estão no topo dos 50 trabalhos mais procurados. Esta é uma prova concreta de que os empreendedores estão escolhendo, a partir de um banco de talentos robusto, trabalhadores independentes para atingir suas metas de negócios.

"A economia gig teve um crescimento expressivo na década passada. Isso fica evidente quando observamos que advogados, engenheiros e outros profissionais altamente qualificados não estão apenas contratando freelancers, mas se tornando um também. Nosso relatório Fast 50 tem permitido que freelancers possam preparar suas carreiras para o futuro, atendendo à demanda de empresas em todo o mundo. Além disso, oferece aos empreendedores uma oportunidade de obter informações precisas sobre as tendências promissoras do mercado online, permitindo que eles tenham uma melhor compreensão da economia gig e de como isso pode ser benéfico para seus negócios", comenta o CEO do Freelancer.com, Matt Barrie.

Freelancers desenvolvendo a web

Empregos relacionados ao ASP (Active Server Pages) voltaram e ocuparam o primeiro lugar neste trimestre, apesar de ser uma tecnologia antiga. Novo na lista, ASP é uma tecnologia geralmente executada no servidor web da Microsoft, permitindo que os desenvolvedores da Web criem sites mais dinâmicos e interativos. Os trabalhos relacionados a ASP tiveram um aumento notável de 54,8%, com um total de 1.838 empregos postados no segundo trimestre em comparação com 1.187 empregos no trimestre anterior. React.js continuou ganhando popularidade e ficou em segundo lugar na lista com um aumento de 25,4% e 1.756 empregos postados no período.

Outra surpresa no trimestre é que empresas em todo o mundo estão contratando freelancers com especialização em XML (Extensible Markup Language) sobre HTML — XML melhora a funcionalidade da Web, permitindo identificar suas informações de maneira mais precisa, flexível e adaptável. Os trabalhos XML tiveram um aumento recorde de 23,8%.

Trabalhos associados ao Algoritmo também aumentaram no segundo trimestre de 2018, desta vez dando um salto na lista com 3.057 total de empregos. Isso representa um aumento de 15,1%. Enquanto isso, a programação de Banco de Dados cresceu 14,7%, com 1.541 postos de trabalho no período, comparados às 1.344 postagens no primeiro trimestre de 2018.

Freelancers quebrando a barreira de escrita de conteúdo

Tradicionalmente, os trabalhos de Redação de Conteúdo sempre tiveram uma alta demanda no mercado de trabalho online, razão pela qual as habilidades de escrita estão entre as competências mais procuradas. As empresas têm uma enorme demanda por elaboração de relatórios entre suas necessidades diárias.

Os trabalhos de Escrita Acadêmica permaneceram em alta na lista Fast 50, com um aumento de 23,1%, com um total de 2.536 postos de trabalho no segundo trimestre. Não é uma surpresa que atividades como Reescrever Artigos e Escrever Livro também cresceram 11,3% e 10,4%, respectivamente. Por outro lado, Ghostwriting subiu de 11.745 postos de trabalho no primeiro trimestre de 2018 para 12.905 postos no segundo, com um aumento de 9,9%.

Da mesma forma, os trabalhos de Escrita Jurídica continuaram a aumentar sua demanda devido ao fato de empresas e advogados estarem incorporando freelancers para auxiliá-los. Trabalhos publicados para este tipo de redação foram de 8,1% e o número total de postos de trabalho alcançou 1.860.

Construindo o negócio

As empresas continuam a confiar em freelancers para trabalhos envolvendo tecnologia. Numa tentativa de encontrar soluções e superar os desafios tecnológicos, empresários em todo o mundo têm dependido de engenheiros para realizar trabalhos. "A alta demanda deste trimestre por engenheiros demonstra que mais empresas acreditam que o freelancer é a solução para suas necessidades e estão se adaptando rapidamente ao novo mercado de trabalho", explica o CEO do Freelancer.com, Matt Barrie.

Trabalhos tradicionais de engenharia sempre apareceram na lista. No entanto, neste período o número de jobs listados atingiu seu pico. Os trabalhos de Engenharia Mecânica aumentaram 18,3% e o segmento atingiu o sétimo lugar na lista com um total de 2.479 vagas. Engenharia cresceu 12,3%, com um total de 5.140 empregos, e Engenharia Elétrica subiu 10%, com 3.930 empregos postados.

Jogando o caminho até o topo

Outro novato neste trimestre é o Game Development. Esta habilidade não está mais relacionada apenas à programação. Atualmente, os desenvolvedores devem levar em consideração o mapeamento, tornando o jogo mais realista e gerando os gráficos finais. Tudo se funde para alcançar satisfação e engajamento, levando, finalmente, à experiência perfeita para os jogadores.

As vagas de desenvolvimento de jogos aumentaram de 1.701 no primeiro para 1.931 no segundo trimestre, com um incremento de 13,5%. Da mesma forma, a necessidade de empregos no 3Ds max passou de 3.047 no primeiro trimestre para 3.325 empregos no segundo, com um aumento de 9,1%.

Freelancers projetando mil fotos

Design gráfico transformou a indústria já que, como diz o ditado, "uma imagem fala mais que mil palavras". Gráficos não são apenas uma ferramenta de marketing essencial, mas uma parte vital de qualquer negócio. O elemento visual é a maneira mais direta de atrair a atenção do público.

Uma imagem impressionante pode ter um efeito duradouro na memória dos espectadores, fazendo com que um potencial consumidor possa se tornar permanentemente ligado a uma empresa. As tarefas do Adobe InDesign continuam com um crescimento recorde desde o último trimestre, com 21,4% de incremento. No primeiro semestre de 2018, a demanda neste campo continuou crescendo e o número total de postos de trabalho atingiu 2.964 no segundo trimestre.

Os trabalhos vinculados ao Shopify Templates e ao CAD / CAM aumentaram 8,6% e 8,1%, respectivamente. No caso de jobs CAD / CAM, houve um salto de 3.196 no trimestre anterior de 2018 para 3454 nesta temporada. Já a produção de Áudio também cresceu 8,1% no segundo trimestre.

Empregos que perderam demanda

Alguns trabalhos populares apresentaram uma queda nesta temporada. Youtube teve a maior queda em demanda caindo 23,1%, com apenas 973 postos de trabalho, levando muitos a questionar se o Instagram tornou-se o novo Youtube.

Talvez a razão por trás desta temporada em empregos relacionados à plataforma do Youtube tenha sido a introdução do novo recurso do Instagram, que permite vídeos longos, uma característica que a empresa e seus usuários vinham exigindo há alguns anos. Também audiências de diferentes demografias, influenciadores e celebridades têm repetidamente escolhido o Instagram como seu aplicativo favorito devido à sua simplicidade e clima descontraído quando se trata de enviar vídeos, ofuscando as longas horas do YouTube, com necessidade de edição.

Bitcoin e Blockchain, que os empresários acreditavam ser as tecnologias mais promissoras para captação de recursos em 2018, diminuíram 22,3% e 9,7%, respectivamente. As razões podem ser devido à alta volatilidade em seus preços, permitindo que compradores considerem outros possíveis investimentos. Isso leva os empregadores a publicarem menos vagas de emprego para freelancers. Outra razão que leva os empregadores a não considerarem o Bitcoin pode ser o fato de que há mais de 1.300 outras criptomoedas que oferecem o mesmo serviço.

Trabalhos envolvendo Mídias Sociais como Redes Sociais e Twitter também sofreram uma queda de 14,4% e 6,4%, respectivamente. Um motivo é a Geração Z que está entrando no mercado de trabalho. Hoje, a Geração Z que começa a trabalhar tem, em média, 22 anos de idade. Plataformas como Twitter e Facebook terão que repensar suas estratégias para se manterem atualizadas com esta nova geração.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/08/2018
Empresas retomam demanda por programadores em ASP e XML

07/05/2018
Desenvolvedor Scala tem remuneração até 60% maior que o de linguagem C

15/03/2018
Linguagem da Microsoft perde vez para Mozzila, Google e Apple

20/02/2018
Brasil vai sediar Maratona mundial de programação

25/10/2017
Positivo quer distribuir 100 mil mini computadores que ensinam a programar

04/05/2017
TST nega contrato de músico para conversão em toques de celular

16/06/2016
Brasileiros de Stanford dão curso gratuito de computação no campus do Google

08/12/2014
Movimento quer massificar a programação no Brasil

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

Mas toda flexibilidade exige limite. Um profissional precisa ter uma meta, um plano de carreira bem claro. A inflexibilidade também tem um custo para o profissional que se recusa a ver os novos tempos.

Funcionários brasileiros burlam regras de segurança de TI por software e apps

Justificativas para a quebra da hierarquia são variáveis, entre elas desponta 'porque os software baixados são melhores do que o que a minha empresa oferecia". No Brasil, boa parte não entende o efeito da Inteligência Artificial.

Brasileiro revela pavor de perder o emprego

Estudo da Confederação Nacional da Indústria mostra que os profissionais brasileiros nunca ficaram tão preocupados com o emprego quanto agora. Sentimento cresce entre os homens, mas são as mulheres as mais assustadas com a possibilidade de demissões.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site