GESTÃO

Paraná fecha três acordos inovadores com a União Europeia

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, de Foz do Iguaçu ... 10/08/2018 ... Convergência Digital

Por conta da solidez da estratégia de governança de TI no Estado, o Paraná fechou três acordos com a União Europeia voltados para o fomento de inovação e desenvolvimento econômico, revela Izoulet Cortes Filho, diretor da Assespro Paraná.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o My Inova Summit, realizado nos dias 02 e 03 de agosto, em Foz de Iguaçu, conta que Valencia, na Espanha, e a região de Wielkopolska, Polônia, se tornaram parceiras do Paraná, principalmente na área de TICs e em uso de tecnologia embarcada.

Segundo Izoulet Cortes Filho, o Paraná entrou em uma rota de desenvolvimento em Estratégias de Especializações Inteligentes (Smart Specialisation Strategies – S3), modelo europeu centrado no desenvolvimento de base econômica em processos produtivos, em territórios, presente em mais de 20 países e 180 regiões, extrapolando o solo europeu. Assistam a entrevista com o diretor da Assespro.


eSocial: Nova versão 2.5 do leiaute entra em operação em dezembro

Segundo o Comitê Gestor do novo regime, a nova versão incorpora as notas técnicas de 01 a 09, além de outras melhorias. Ela passa a valer no ambiente de testes a partir de 17 de dezembro e no ambiente de produção a partir de 21 de janeiro de 2019.

eSocial: Fase 2 exige atenção pelo conjunto de eventos

A implementação do eSocial foi dividida em fases e as empresas precisam ficar atentas. Entenda os prazos estabelecidos.

eSocial: Código de Acesso, sem certificação digital, possui validade de três anos

Após esse período, o Código gerado expira e o empregador será convidado a criar um novo. Será necessário informar novamente os números de recibos de entrega da DIRPF ou do Título de Eleitor. Quem usar certificado digital não vai precisar passar por esse processo.

eSocial: Iniciada a 2ª fase para empresas com faturamento até R$ 78 milhões

Essa etapa envolve o envio de dados dos trabalhadores e seus vínculos empregatícios até 9 de janeiro de 2019.

Governo não flexibiliza e mais de 700 mil empresas podem ser excluídas do Simples

A não regularização dos débitos poderá acarretar a exclusão do regime a partir de janeiro de 2019, mas não há facilidades - como houve o REFIS para as grandes empresas - para a quitação da dívida.




  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G