Home - Convergência Digital

Oi usou Internet das Coisas para fazer infraestrutura do Game XP 2018

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 10/09/2018

A Oi, patrocinadora e responsável por fornecer toda a infraestrutura de internet e conectividade da Game XP 2018, encerrou o evento registrando recordes de tráfego de dados e de conexões à sua rede Oi WiFi em grandes eventos. A operadora registrou na Game XP um tráfego total 34,2 terabytes, volume mais de 6 vezes superior aos 5,5 Terabytes da edição do ano passado.

O tráfego total, que equivale a 37,2 milhões de fotos em resolução normal, também é 5,89 vezes  superior ao que foi registrado na final da Copa de Mundo de 2014 no Maracanã (5,8 TB) e 24,1 vezes maior que o total trafegado na Rio Creative Conference – Rio2C 2017 (1,42 TB), eventos em que a Oi foi fornecedora de serviços de telecomunicações.

A Oi disponibilizou links de dados de altíssima capacidade (10 Gbps) que garantiram toda a conexão da Game XP, incluindo serviço de wi-fi gratuito a todos os visitantes. A companhia registrou 1.039.460 conexões à sua rede Oi WiFi nos 4 dias de evento, superando em 2,5 vezes o total da edição do ano passado, quando foram registradas 418.000 conexões. O pico de acessos simultâneos ocorreu no sábado, dia 8 de setembro, com 3.913 acessos simultâneos.

O maior evento gamer da América Latina reuniu 95 mil pessoas nas Arenas Olímpicas da Barra, de 6 a 9 de setembro. Com a participação na Game XP 2018, a Oi reforçou seu posicionamento no universo do entretenimento digital, que demanda alta qualidade de conexão para o consumo de conteúdos de games e vídeos, entre outras aplicações. “A tecnologia que a Oi trouxe para a Game XP foi de grande qualidade. Oferecemos internet de altíssima velocidade para proporcionar a conectividade que um evento como esse precisa. Muitos dos jogos são online e as conexões permaneceram estáveis o tempo todo", destacou o diretor de operações da Oi, José Cláudio Moreira Gonçalves.

A Oi monitorou ininterruptamente a rede e os serviços que atenderam a Game XP, com o Centro de Gerência de Serviços localizado no Game Park, com suporte do CGR (Centro de Gerência de Rede), localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro.  No evento, o CGS (Centro de Gerenciamento de Serviços) monitorou a infraestrutura de Telecom, TI e Segurança da informação, integrado a dispositivos de Internet das Coisas (IoT), para controle de abertura de portas, energia e temperatura de equipamentos em pontos estratégicos das Arenas.

Através de videocases e demonstrações, também foram apresentadas ao mercado soluções de IoT. Destaque para o sensor para agricultura de precisão desenvolvido em parceria com a Puc-PR e testado no laboratório de IoT da Oi com a Nokia no Rio de Janeiro. Através do monitoramento da umidade e temperatura, o sistema permite prever a ocorrência da ferrugem asiática, uma das pragas mais destrutivas nas plantações de soja no Brasil.

O projeto usa novos hardwares e softwares desenvolvidos para sensores e baseados em novos protocolos, como NB-IoT e LTE-M, que permitem que a aplicação, através de inteligência artificial, sugira áreas específicas de pulverização, evitando-se desperdício e desenvolvimento de fungos resistentes aos fungicidas, levando a uma agricultura mais sustentável e eficiente.

Outra solução demonstrada, o Gateway de IoT AirSense é um equipamento que implementa soluções de internet das coisas em redes 4G, permitindo aplicações nos mais diversos segmentos como energia, agricultura, logística e mineração. O Airsense permite a integração e controle de sensores e dispositivos conectados com tecnologias de curto alcance, como Wifi e Bluetooth, permitindo o desenvolvimento de soluções complexas e com eficiência de custo.

 
 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/12/2018
Assistente Virtual da Oi alcança 600 mil atendimentos

11/12/2018
Oi prorroga prazo para aumento de capital

07/12/2018
Anatel aprova troca no Conselho de Administração da Oi

05/12/2018
Oi assina com a Nokia contrato de cinco anos por FTTH e 5G

03/12/2018
Oi prevê investir R$ 7 bilhões até 2021

29/11/2018
Oi seleciona startups para programa de aceleração do Oito

29/11/2018
Amazon prepara rede privada de LTE na nuvem na faixa de 3,5 GHz

29/11/2018
Parque Tecnológico Itaipu adota plataforma dojot para Internet das Coisas

23/11/2018
IoT se transforma em aplicação crítica para o negócio da Engemix

22/11/2018
Oi quer avançar no pós-pago com Netflix e YouTube ilimitados

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site