SEGURANÇA

Golpe no WhatsApp usa Bolsonaro e Lula e rouba dados de mais de 60 mil brasileiros em horas

Convergência Digital* ... 14/09/2018 ... Convergência Digital

Aproveitando o momento de eleições pelo qual o Brasil está passando, cibercriminosos estão agindo oportunamente para conseguir dados pessoais de usuários de smartphones. Por meio de dois links maliciosos que estão circulando pelo WhatsApp, eles estão oferecendo supostas camisas gratuitas de apoio a políticos influentes entre a população, tais como Jair Bolsonaro e Lula. O golpe, identificado pelo dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, já foi detectado mais de 61 mil vezes nas últimas horas e segue ganhando escala rapidamente.

Ao clicar em um dos links, o usuário acessa uma página referente a um dos políticos que oferece camisas gratuitas e inclui imagens dos modelos. Logo abaixo, o usuário precisa incluir seu nome completo e endereço, com cidade e estado onde residem, além de escolher o modelo de camisa desejado. Após preencher os campos, o usuário segue para a próxima página em que aparece a seguinte mensagem: "Precisamos nos certificar que você não é um sistema automatizado. Para isto, por favor COMPARTILHE com 10 pessoas/grupos manualmente". Por fim, a pessoa é redirecionada para um site no qual há uma notícia falsa falando sobre a distribuição das camisas com um conteúdo que incentiva as pessoas a participarem.

"A principal característica do cibercriminoso no Brasil é se apropriar do contexto em que a população está vivendo para aplicar golpes e, neste momento, com as eleições se aproximando, este é o chamariz da vez. Em paralelo, eles seguem a estratégia de incentivar as pessoas a compartilhar o link malicioso, conferindo grande força ao golpe para que ele se espalhe rapidamente. Essa combinação de fatores torna o cenário de cibercrime no Brasil cada vez mais complexo e perigoso", adverte Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
CredDefense economiza R$ 1 bilhão com reconhecimento facial

Plataforma brasileira de detecção de fraude, que reúne informações de mais de 130 empresas, implementou as soluções de reconhecimento facial da NEC para mapear as características faciais do consumidor, com a análise de foto de documento quando ele faz um cartão de loja. Redução nas fraudes superou a casa dos 90%.

MPDF abre investigação sobre vazamento de 2 milhões de dados de clientes da C&A

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal, a própria empresa admitiu ter sido alvo de um ciberataque no Brasil. Entre as informações vazadas estariam o número do CPF, e-mail, valor adquirido e outros.

Gastos globais com segurança vão crescer 12,4% em 2018

Questões relacionadas à privacidade puxam investimentos, que vão passar de R$ 450 bilhões.

Os robôs já chegaram ao centro de operações de Segurança

Mas eles nunca vão substituir os homens na resposta aos incidentes, mesmo com o uso de certas técnicas de inteligência artificial. "Há um exagero muito grande com o uso dessa tecnologia", adverte o vice-presidente de pesquisas do Gartner, Augusto Barros.

Governo lidera e 40% dos sites brasileiros não são seguros

Levantamento feito pela BigData Corp, a pedido da Serasa, indica que pelo menos 7,2 milhões de endereços não possuem certificado de criptografia SSL. Percentual é alto mesmo em sites que fazem transações financeiras.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G