SEGURANÇA

Vazamento de dados de até 500 mil contas enterra de vez a rede social Google+

Ana Paula Lobo* ... 08/10/2018 ... Convergência Digital

O Google, da Alphabet, reportou nesta segunda-feira, 08/10, que até 500 mil contas de usuários do Google+ foram potencialmente afetadas por um erro que pode ter exposto seus dados para desenvolvedores externos, e a empresa está fechando a rede social para consumidores. A empresa optou por não divulgar o problema em parte devido a temores de escrutínio regulatório, noticiou o Wall Street Journal, citando fontes não identificadas e documentos internos.

Uma falha de software no site social deu aos desenvolvedores externos possível acesso a dados do perfil privado do Google+ entre 2015 e março de 2018, quando investigadores internos descobriram e corrigiram o problema, disse a reportagem. Os dados afetados são limitados a campos estáticos e opcionais do perfil do Google+, incluindo nome, endereço de email, ocupação, sexo e idade, segundo o Google.

“Não encontramos nenhuma evidência de que algum desenvolvedor tenha conhecimento desse bug ou de abusar da API, e não encontramos nenhuma evidência de que qualquer dado do Perfil tenha sido mal utilizado”, reportou um memorando o Google.

Preparado pela equipe jurídica e de políticas do Google e compartilhado com altos executivos, o documento alertou que divulgar o incidente provavelmente acionaria “interesse regulatório imediato” e motivaria comparações com o vazamento de informações do Facebook para a empresa de dados Cambridge Analytica, informou a reportagem do Wall Street Journal.

Alegações do uso indevido de dados por 87 milhões de usuários do Facebook pela Cambridge Analytica, contratada pela campanha eleitoral do presidente Donald Trump em 2016, prejudicaram as ações da maior rede social do mundo e motivaram múltiplas investigações oficiais nos Estados Unidos e na Europa.

O presidente-executivo do Google, Sundar Pichai, foi informado sobre o plano de não notificar os usuários depois que um comitê interno chegou a essa decisão, de acordo com o WSJ. Ao ponderar a divulgação do incidente, a empresa considerou “se podería identificar com precisão os usuários para informar, se havia alguma evidência de uso indevido e se havia alguma ação que um desenvolvedor ou usuário pudesse receber em resposta”, disse um porta-voz do Google ao WSJ. “Nenhum desses parâmetros foram atendidos aqui.” O Google+ foi criado há sete anos para ser a concorrente do Facebook, mas nunca decolou.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Crimes na Web: Formjacking vira pesadelo para empresas e muito lucrativo para hackers

Levantamento da Symantec aponta ainda  que oito em cada dez infecções por ransomware acontecem em corporações.

Câmara derruba lei do governo Bolsonaro que aumentou sigilo de dados públicos

O Plenário da Câmara aprovou o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 3/19, que suspende os efeitos do Decreto 9.690/19. A matéria irá ao Senado.

Mais de 30% das empresas brasileiras admitem não proteger dados de clientes e funcionários

Levantamento DT Index II, da Dell e da Intel, mostra quase metade dos entrevistados temem pelo futuro de suas companhias nos próximos cinco anos.

Crimes cibernéticos: crimes de ódio aumentaram quase 30%, mas pornografia ainda lidera no Brasil

Eleições exarcebaram os crimes de ódio em todo o país, afirma o Grupo de Apoio sobre Criminalidade Cibernética, do Ministério Público Federal.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G