Convergência Digital

Por R$ 2, Viasat promete conexões de 30 Mbps em regiões sem telefone

Luís Osvaldo Grossmann e Rafael Mariano - 17/10/2018

A americana Viasat, empresa escolhida como parceira da Telebras no satélite nacional, fez as contas e promete conexões de R$ 2 por hora, em sistema de acesso pré-pago, como modelo para levar internet a comunidades com pouco ou nenhum atendimento de telecomunicações – e ainda ganhar dinheiro com isso. O segredo está no domínio completo de infraestrutura e serviços e na confiança de que a demanda por banda larga existe em qualquer lugar.

“É possível atender regiões desatendidas porque temos um modelo de negócio inovador em que podemos fazer investimento a um custo muito baixo mesmo em comunidades muito remotas, com uma instalação que leva de duas a três horas para ter o serviço disponível. E podemos levar banda larga satelital com velocidades de até 30 Mbps. Podemos vender os serviços a R$ 2 por hora para banda larga que permite videochamadas e tarefas de escola, por exemplo”, afirmou o gerente geral de WiFi Comunitário da Viasat, Kevin Cohen.

A partir de um mapeamento, ele aposta que o Brasil tem perfil semelhante ao do México, onde a Viasat começou a operar em 2016 com o sistema de WiFi Comunitário, uma espécie de lan house via satélite. “O modelo de negócio com valores pequenos é semelhante ao modelo do pré-pago. A aposta que fazemos é que as comunidades terão pessoas em número suficiente para pagar o investimento que fazemos e termos retorno. E não levamos apenas internet. Estamos planejando outros serviços, como microfinanças e educação”, diz Cohen.


Internet das Coisas exige rediscussão sobre neutralidade no Marco Civil

Para o diretor de Produtos e Tecnologia da Ericsson, Paulo Bernardocki, as operadoras precisam começar o mais rápido possível para aprender a ter as coisas como clientes.

Sem conectividade, não há estratégia de computação em nuvem

CenturyLink é uma MVNO e mantém o interesse de atuar tão somente para as empresas corporativas, revela o diretor de Dados, Eduardo Freitas.


Futurecom 2018 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2018 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site