GOVERNO » Legislação

Empresas de TI retomam mobilização por agência nacional de proteção de dados

Luís Osvaldo Grossmann ... 22/10/2018 ... Convergência Digital

Puxadas pela Brasscom e pela Assespro, mas abertas a entidades, instituições acadêmicas e organizações que participam da mobilização pela Lei Geral de Proteção de Dados, carta enviadas à Casa Civil da Presidência da República retomam o pedido pela imediata criação de uma autoridade nacional de proteção de dados – promessa feita há 70 dias por Michel Temer, quando vetou esse dispositivo da Lei 13.709/18.

“Imperioso que a criação e funcionamento da Autoridade Nacional seja imediata com a publicação da nova lei, de modo a permitir a estruturação de todo o arcabouço normativo necessário para a eficácia da LGPD quando da sua entrada em vigor em 2020”, ressalta o documento encabeçado pela Brasscom. A Assespro defende que "a norma jurídica que estabelecerá a ANPD explicite que ela será o único órgão a criar normas sobre proteção de dados no país".

O apelo ao governo é no sentido de que também seja garantida “já na criação e estruturação da Autoridade Nacional – independência e autonomia decisória; a manutenção do rol de atributos listado no art. 56 do PLC 53/2018, objeto de veto presidencial; o mandato fixo de seus dirigentes e a criação de um conselho consultivo multissetorial, também objeto de veto presidencial”.

A lei de proteção de dados foi sancionada em 14/8, mas sofreu cinco vetos. O mais significativo foi a eliminação da criação da agência nacional para servir de braço executivo da nova legislação, bem como seu conselho consultivo, de caráter multissetorial, inspirado no Comitê Gestor da Internet.

Na data da sanção – e do anúncio dos vetos – Michel Temer alegou se escorar na suposta inconstitucionalidade de criação da autoridade nacional em lei, mas prometeu que logo em seguida o órgão seria recriado por Lei ou Medida Provisória. O tema, no entanto, caiu no esquecimento. E 70 dias depois não houve até aqui qualquer movimento do governo para cumprir a promessa.




Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.

Ex-VP de TI da Vivo assume comando da Dataprev

Christiane Edington, que ficou oito anos à frente da área de tecnologia da operadora, tomou posse na quinta, 28/2, durante reunião do conselho de administração da estatal.

Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

“Queremos implantar parcerias e empreender novos ritmos, com metas atingíveis e consolidar o nome da Telebra”, afirmou o novo presidente da estatal, Waldemar Ortunho Junior, em primeiro encontro com funcionários. Ministro Marcos Pontes participou da reunião.

Servidores da Dataprev fazem abaixo-assinado contra privatização

Documento digital defende que estatal dá lucro há mais de uma década e controla dados previdenciários de 35 milhões de brasileiros.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G