Home - Convergência Digital

Na IoT, o segredo não está na Internet, mas, sim, nas coisas

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 24/10/2018

O segredo da Internet das Coisas não está na tecnologia ou na Internet, mas, sim, nas coisas, e cabe ao setor de telecomunicações ter humildade para entender que precisa se adequar a essa realidade para dar valor ao negócio, adverte o vice-presidente de Estratégias da Ericsson, Vinícius Dalben. No Futurecom 2018, a empresa fez uma demonstração de IoT com a Scania para a vertical agronegócios.

"O dever de casa está nas nossas mãos. As coisas do setor de agronegócios já estão preparadas para a vertical. Nós temos que nos adequar a elas. No campo, as coisas não têm etiquetas, mas precisam ser monitoradas em uma plataforma única capaz de dar previsibilidade. O fazendeiro precisa ser advertido antes sobre uma possível queimada", exemplifica o executivo da Ericsson.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Vinicius Dalben é taxativo: o setor de telecomunicações precisa ser humilde para se associar ao agronegócio. Assistam a íntegra da entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/01/2019
MCTIC quer destravar acordo Telebras/Viasat por banda larga em 100 dias

07/01/2019
Para americanos, 5G vai mudar a geração de empregos, a vida pessoal e os negócios

28/12/2018
Marcos Pontes negocia mais recursos com equipe econômica para o MCTIC

28/12/2018
Huawei, apesar da pressão dos EUA, fechou 26 contratos de 5G

20/12/2018
Um terço das casas no Brasil usam antenas parabólicas

19/12/2018
Perícia digital: Disputa judicial exige mais prazo de armazenamento de dados

13/12/2018
Brasileiro precisa entender que os dados valem muito dinheiro

13/12/2018
Relatório prevê 25 operadoras com serviços 5G em 2019, 51 em 2020

12/12/2018
Autoridade de Dados tem de ser independente, técnica e sem controle do Estado

12/12/2018
Indústria pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site