TELECOM

Relator descarta preocupações do TCU para defender aprovação do PLC 79

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/10/2018 ... Convergência Digital

Engavetado há seis meses pela Comissão de Ciência e Tecnologia, para além de uma espera de ano e meio no Senado, o projeto que altera a Lei Geral de Telecomunicações e abre caminho para o fim das concessões de telefonia voltou à pauta da CCT ao ganhar relatório favorável à sua aprovação nesta terça, 30/11. É o primeiro da lista de votação daquela comissão prevista para quarta, 31/11.

Para tanto, o relator do tema, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) apresentou parecer no qual defende a aprovação integral do texto como saiu da Câmara, alvo somente de uma emenda de redação. E em que pese a decisão de não votá-lo anteriormente tenha relação direta com os temores do Tribunal de Contas da União quanto à precificação do acordo para transformar concessões em autorizações, Ribeiro se vale de 41 páginas para minimizar a preocupação.

“Em relação aos dispositivos que se dedicam a criar as condições para adaptação dos contratos de concessão de telefonia fixa, firmados ainda antes da privatização e que evoluíram até a quase obsolescência tecnológica de seu objeto, é importante reiterar que a celeuma gerada em torno da valoração dos bens reversíveis é desproporcional e infundada”, sustenta o relator.

Ele mesmo lista os temores do TCU, que expressamente avalia que “são incompletas as informações sobre os bens reversíveis” e por isso mesmo aponta risco de “apuração equivocada dos saldos da migração”. Ribeiro sustenta que a avaliação está correta e aponta ele mesmo que o valor patrimonial envolvido supera os R$ 132 bilhões. No entanto, conclui que “para valorar a adaptação, não é relevante nem impeditivo o fato de as Relações de Bens Reversíveis serem incompletas e imprecisas”.

O argumento do relator é que não faz diferença se a Anatel jamais teve controle efetivo sobre esses bens, uma vez que “tendo em vista que o conjunto de bens é dinâmico, o contrato de concessão determina que seja realizado um levantamento específico por ocasião da extinção da concessão”. E completa: “Portanto, entende-se que esse fator de risco apontado pelo TCU pode ser integralmente mitigado pela Anatel”.

Conclui o relator que “o Senado Federal tem em suas mãos a responsabilidade de decidir se avaliza a evolução do modelo regulatório das telecomunicações e, assim, abre espaço para que investimentos privados conduzam a infraestrutura para um novo patamar, ou se aguardará e assumirá o risco de se estabelecer o caos em mais um setor da economia”.


Internet Móvel 3G 4G
Brasil fica em último lugar em ranking de uso para carros autônomos

País despensou oito posições em 12 meses e ocupa a 25ª posição do Ranking de prontidão para veículos autônomos da KPMG. Entre os quesitos analisados estão política e legislação e tecnologia e inovação.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

TIM quer infraestrutura única para cidades com menos de 30 mil habitantes

Para o CTIO da operadora, Leonardo Capdeville, não faz sentido infraestruturas diferentes em localidades onde a receita é mais baixa. CEO da TIM, Pietro Labriola, fala em IoT como fonte nova de receita.

Anatel mantém pente fino na recuperação judicial da Oi

Agência vai manter o grupo de trabalho criado para acompanhar a operadora. Também quer receber dados financeiros, fluxo de caixa atual, receitas e custos e financiamentos, além de eventuais alienações. Prazo dado à Oi para passar as informações é de 60 dias.

Uma em cada cinco conexões à internet fixa acontece por fibra óptica

Em 12 meses, proporção dos acessos registrados pela Anatel que usam a tecnologia passou de 12% para 20% do total. Cabo detém outros 30%. O Brasil contabiliza 6,33 milhões de acessos em fibra óptica. ISPs mostram força e já representam 21% do market share.

Smartphones puxam demanda global por carregadores sem fio

Segundo números da consultoria IHS Markit, em 2018 foram registrados embarques de 300 milhões de smartphones com essa tecnologia.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G