Home - Convergência Digital

Nextel: Anatel precisa desburocratizar o compartilhamento de frequência

Convergência Digital - Carreira
Por Roberta Prescott e Rodrigo dos Santos - 19/11/2018

Há espaço para fazer muito mais compartilhamento do que acontece e é preciso desburocratizar o processo para agilizar os acordos entre as operadoras, observa o diretor de Regulamentação da Nextel Brasil, Luciano Stutz. "Um rito sumário precisa acontecer na Anatel. Por que tem de ir ao Conselho Diretor o tema de compartilhamento de ran sharing? Por que não pode acontecer na própria área técnica? O tempo seria muito mais otimizado", sustenta Stutz, lembrando que o acordo da Nextel com a Vivo demorou cerca de 65 dias para ser aprovado.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o XI Seminário TelComp, realizado no dia 13 de novembro, em São Paulo, Stutz advertiu: espectro é recurso caro e escasso, precisa ser bem gerido para não dar prejuízo às operadoras e deve ser tratado como rede.

"Não basta que a agência simplesmente homologue o contrato, tem de haver política de incentivo, desburocratizando e tendo o discurso da importância do compartilhamento", insistiu o executivo. No caso da Nextel, a operadora tem espectro em 1.8GHz e 2.1 GHz, ativos relevantes e que estão sendo cobiçados no mercado. Assistam a entrevista com Luciano Stutz.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/03/2019
Governo do Brasil precisa enxergar o 5G como investimento estratégico

22/03/2019
Oi testa 5G na faixa de 3,5GHz em Búzios, no Rio de Janeiro

11/03/2019
4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
Huawei leva IA para data center e reduz custo de energia em 15%

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

27/02/2019
Com cobrança do Fistel, Anatel diz que IoT não acontece no Brasil

27/02/2019
Anatel agenda leilão do 5G para março de 2020

Destaques
Destaques

Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

Projeção do mercado é que o segmento vai crescer acima de 20% ano contra ano até 2022. Dispositivos, em especial os smartphones, impulsionam o crescimento dos investimentos em TI ao longo de 2019.

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Smartphones colocam Inteligência Artificial na palma da mão

Por Samir Vani*

Tecnologias como reconhecimento facial, identificação de objetos e realidade aumentada já estão disponíveis na palma das nossas mãos, mas boa parte das pessoas não sabe ainda.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site