NEGÓCIOS

SINDESEI aposta na retomada do crescimento com novo Governo do DF

Luiz Queiroz ... 28/11/2018 ... Convergência Digital

A crise econômica que vem se arrastando nos últimos quatro anos, notadamente com o aprofudamento da recessão nos últimos dois, após a adoção de medidas econômicas para conter o crescimento da inflação, acabou levando ao fechamento de quase 400 empresas prestadoras de serviços de Tecnologia da Informação.

A avaliação foi feita pelo presidente do SINDESEI - Sindicato das Empresas de Serviços de Informática do DF, Marco Tulio Chaparro. Segundo ele, o setor de TICs de Brasília conta com quase cinco mil empresas e está pronto para a retomada do crescimento com a aposta feita na chegada do governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

E esse otimismo tem sua razão de ser. Pela primeira vez, inclusive, o setor é chamado a compor um governo de transição, com a presença do presidente do Sindicato da Indústria da Informação (Sinfor), Ricardo de Figueiredo Caldas. Através de seu conhecimento, o setor vem contribuindo com informações e preparando o terreno para a adoção de medidas que no futuro tirem o Governo do Distrito Federal do atraso tecnológico em que se encontra e transforme Brasília numa "cidade inteligente".

"Entendemos que só com novas políticas públicas podemos reverter esse cenário", destacou Chaparro, durante a abertura ontem da segunda edição da mostra de tecnologia e seminário "Brasília Mais TI", que este ano traz o tema central de debates a "Transformação Digital na Sociedade Brasileira e a Transformação Digital na Cidadania".

O evento foi organizado pelo Sinfor, em parceria com as demais entidades representativas do setor de TICs de Brasília, além do patrocínio de empresas e do governo federal.


Assespro Paraná será um agente de crédito para empresas de TI

Entidade poderá intermediar de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão. Empresas com faturamento entre R$ 360 mil a R$ 16 milhões podem se candidatar aos recursos.

Blockchain vira um vale de desilusão nas corporações

A advertência é feita pelo Gartner, uma vez que os gestores admitem que  boa parte dos projetos não consegue ir além da fase inicial de experimentação. A consultoria elenca sete erros cometidos pelas empresas, entre eles acreditar que exista um padrão de interoperabilidade e que a tecnologia está pronta para o uso.

Startup une blockchain e IA para dar o compliance exigido na LGPD

A gaúcha Privacy Tools, criada pelo grupo Maven, busca investidores para ganhar musculatura para atender às corporações em todo o País. "Os ajustes dos sistemas por conta da lei são obrigatórios e falta menos de um ano", afirma Aline Deparis.

Sicredi acirra a guerra das maquininhas e avança sobre os MEIs

Cooperativa anuncia a máquina compacta de cartões, que opera sem bobina e aceita os principais cartões, pagamentos por NFC (aproximação do celular) e faz recarga de celular pré-pago.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G