GESTÃO

Serpro antecipa relatório e projeta lucro de R$ 191 milhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/11/2018 ... Convergência Digital

Com o perfil voltado às privatizações do novo governo Jair Bolsonaro, o Serpro divulgou um balanço da administração em que se posiciona entre as estatais lucrativas. Segundo o documento, que antecipa em mais de um mês as demonstrações contábeis, o Serpro terá lucro de R$ 191 milhões em 2018 – o segundo consecutivo e 54% acima dos R$ 123 milhões de 2017.

O documento, expressamente feito para destacar a atuação da gestão atual, aponta que em maio de 2016 a empresa acumulava prejuízos de R$ 310 milhões e que até aqui houve total reversão do cenário. “O ano de 2018 marca a conclusão de um ciclo de transformação no Serpro (...). Este balanço pretende contar essa trajetória, que começa quando assumi a presidência do Serpro, em maio de 2016”, festeja a presidente da estatal, Glória Guimarães.

O lucro projetado indica que o faturamento bruto será de R$ 3,13 bilhões, frente aos R$ 2,93 bilhões de 2017. E destaca os ganhos da estatal com a venda de serviços para além do previsto no Orçamento da União. “As linhas de Informação e de Nuvem, que representavam juntas 6,3% do faturamento da empresa em 2016, subiram para 8,1%, em 2017, e tem previsão de fechar 2018 representando 9,3%”, aponta o documento.

O resultado deixa o Serpro ‘empatado’ ao longo da década encerrada em 2018. A empresa registrou lucros em 2009, 2012, 2013 e 2017, além do agora projetado. E igualmente em outros cinco exercícios houve prejuízo: 2010, 2011, 2014, 2015 e 2016, este último já sob a atual administração e no valor de R$ 162,3 milhões. Em 2015, o buraco fora de R$ 335 milhões.

Os números do relatório da administração deste 2018 tomam por base o desempenho acumulado até setembro, quando a receita líquida dos nove primeiros meses do ano batia em R$ 1,8 bilhão e o lucro em R$ 232 milhões. O documento não menciona qual o impacto do contrato de R$ 336,7 milhões, firmado com o Ministério do Planejamento em outubro, para serviços até 2020.


Paraná adota Inteligência Artificial para agregar serviços ao cidadão

Os serviços desenvolvidos pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar)são as ferramentas eleitas pelo Governo do Estado para ampliar a digitalização dos serviços, revela André Telles, assessor especial de Gestão Inteligente e Inovação.

Plataforma consumidor.gov.br atinge a marca de 2 milhões de registros

No ano passado, o índice médio de solução de conflito foi de 81%.  Projeto completa cinco anos e envolve a Secretarian Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Projeto de Lei quer enquadrar apps como 99 e Uber no Código do Consumidor

Hoje, diz o autor do PL, deputado Sérgio Vidigal (PDT/ES), o atendimento desses aplicativos é insatisfatório e viola as normas existentes de defesa do consumidor. Uma das medidas impostas é a obrigação de ter um SAC por telefone, funcionando 24 horas.

INPI promete reduzir prazo para registro de chips de 70 para 7 dias

Sistema batizado ‘e-Chip’ permitirá a solicitação online no caso de topografias de circuitos integrados. Plano de digitalização dos serviços também prevê que o Instituto vai aceitar pagamento por cartão, no lugar da GRU. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G