GESTÃO

Serpro antecipa relatório e projeta lucro de R$ 191 milhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/11/2018 ... Convergência Digital

Com o perfil voltado às privatizações do novo governo Jair Bolsonaro, o Serpro divulgou um balanço da administração em que se posiciona entre as estatais lucrativas. Segundo o documento, que antecipa em mais de um mês as demonstrações contábeis, o Serpro terá lucro de R$ 191 milhões em 2018 – o segundo consecutivo e 54% acima dos R$ 123 milhões de 2017.

O documento, expressamente feito para destacar a atuação da gestão atual, aponta que em maio de 2016 a empresa acumulava prejuízos de R$ 310 milhões e que até aqui houve total reversão do cenário. “O ano de 2018 marca a conclusão de um ciclo de transformação no Serpro (...). Este balanço pretende contar essa trajetória, que começa quando assumi a presidência do Serpro, em maio de 2016”, festeja a presidente da estatal, Glória Guimarães.

O lucro projetado indica que o faturamento bruto será de R$ 3,13 bilhões, frente aos R$ 2,93 bilhões de 2017. E destaca os ganhos da estatal com a venda de serviços para além do previsto no Orçamento da União. “As linhas de Informação e de Nuvem, que representavam juntas 6,3% do faturamento da empresa em 2016, subiram para 8,1%, em 2017, e tem previsão de fechar 2018 representando 9,3%”, aponta o documento.

O resultado deixa o Serpro ‘empatado’ ao longo da década encerrada em 2018. A empresa registrou lucros em 2009, 2012, 2013 e 2017, além do agora projetado. E igualmente em outros cinco exercícios houve prejuízo: 2010, 2011, 2014, 2015 e 2016, este último já sob a atual administração e no valor de R$ 162,3 milhões. Em 2015, o buraco fora de R$ 335 milhões.

Os números do relatório da administração deste 2018 tomam por base o desempenho acumulado até setembro, quando a receita líquida dos nove primeiros meses do ano batia em R$ 1,8 bilhão e o lucro em R$ 232 milhões. O documento não menciona qual o impacto do contrato de R$ 336,7 milhões, firmado com o Ministério do Planejamento em outubro, para serviços até 2020.


eSocial define configuração padrão na base de dados

A configuração padrão utilizada na base de dados do eSocial é “Case Insensitive” para diferenciação entre maiúsculo e minúsculo. Isso significa que a utilização de letras maiúsculas ou minúsculas no preenchimento dos campos é indiferente para a base de dados.

Semeghini: Decreto que extingue colegiados terá impacto zero no MCTIC

“Já fizemos um levantamento e o impacto será zero. Se escapar alguma coisa, será recriada sem prejuízo de continuidade”, afirma Júlio Semeghini.

eSocial começa a receber informações do MEI

Segundo o Fisco, hoje, o eSocial já contabiliza 30 milhões de trabalhadores cadastrados. Até outubro, a meta é chegar a 46 milhões de trabalhadores registrados em sua base de dados.

Com certificação digital é possível pagar dívida com o governo pela Internet

Ferramenta disponiblizada pela Advocacia-Geral da União permitirá a consulta dos débitos na dívida ativa e a realização de simulações sobre formas de pagamento, como parcelamentos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G