Home - Convergência Digital

No Brasil, 54 de cada 100 celulares já são 4G

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 04/12/2018

Enquanto no cenário geral o total de acessos móveis segue em queda, com a desativação de 3,1 milhões de chips entre janeiro e outubro de 2018, o 4G voa na contramão e cresceu 23% no mesmo período, agregando mais 23,5 milhões de chips, para um total de 125,7 milhões de acessos em serviço – ou 53,9% dos 233,3 milhões de todo o país.

Mais forte que isso, só mesmo a evolução do que pode ser considerada como uma primitiva internet das coisas, ou o que por enquanto a Anatel chama de M2M Especial, para distingui-la das maquininhas de cartões (M2M Padrão), cujos acessos saltaram de 6,2 milhões para 8 milhões em uso, um crescimento de quase 29% nos dez meses terminados em outubro.

O ajuste do mercado é visível pela mudança de perfil dos acessos móveis. Enquanto o 4G galopa com mais de 2 milhões de novos chips ativados a cada mês, despencam os acessos por 2G e 3G, que juntos perderam mais de 29 milhões de chips ao longo deste ano.

Paralelamente, os chamados planos controle vão fazendo o mercado pré-pago encolher. Ao fim de outubro, os pré-pagos somavam 136 milhões de chips, contra os 148 milhões do início do ano. No caminho inverso, os pós-pagos ganharam mais 9 milhões de acessos, chegando a 97 milhões, ou 41,5% do total.

Entre as principais operadoras, as quatro grandes acumulam perdas na base total que, embora em montantes distintos, em praticamente nada afetaram suas posições de mercado. Telefônica (31%), Claro (25%), Tim (24%) e Oi (16%) mantiveram a mesma fatia que detinham quando o ano começou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/06/2019
Câmara proíbe teles de enviarem mensagens comerciais a clientes

06/06/2019
Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

06/06/2019
Ao Procon, Google diz que Huawei só atualiza Android até 19 de agosto. Fabricante assegura serviços

31/05/2019
Amazon quer entrar no mercado de celular pré-pago com venda da Sprint

30/05/2019
Procon notifica Google e teles sobre bloqueio à Huawei. Fabricante nega qualquer restrição no Brasil

17/04/2019
Teles fazem cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago

09/04/2019
Usuários esticam uso dos smartphones e mercado recua 0,5% puxado pelos top de linha

18/02/2019
Publicidade no celular vai girar R$ 240 bilhões em 2020

13/02/2019
Teles trocam toda a base de pré-pagos a cada dois anos

08/02/2019
Em quatro anos, telefonia celular no Brasil perdeu um em cada cinco chips

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site