Home - Convergência Digital

Brasil tem que avançar muito mais em fibra óptica para ter o 5G

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 06/12/2018

Não dá para falar em sociedade conectada pelo 5G se não houver disponibilidade integral de fibra óptica, advertiu o presidente mundial da Furukawa, Keiichi Kobayashi, que passa essa semana no Brasil. Em encontro com a imprensa nesta quinta-feira 06/12, o executivo observou que o Japão possui 95% da sua planta com fibra óptica. Mas a maior parte dos países está muito longe.

"Os EUA têm pouco mais de 20%. O Reino Unido e a Alemanha pouco mais de 10%. O Brasil tem 5%. Há muito para difundir a fibra óptica. A sociedade do conhecimento do 5G exige uma infraestrutura FTTx (arquitetura de rede de banda larga através de fibra óptica)", reforça o presidente mundial da Furukawa.

Para Kobayashi, 5G é a palavra-chave de todo e qualquer investimento em tecnologia e há muitas oportunidades em aberto com Inteligência Artificial e realidade virtual, entre outras. No caso da Furukawa, são sete centros de desenvolvimento trabalhando duro para definir o que o mundo terá em 2030. "Há um ano nos debruçamos sobre como será o mundo daqui a 13 anos e o material foi pensado pelos jovens. O 5G permitirá conforto, segurança e tranquilidade aos cidadãos. O 5G vai mudar a maneira que vivemos e terá a responsabilidade de não poder falhar", atesta.

Indagado sobre se - por excesso de demanda - poderá faltar fibra óptica no mundo - o presidente mundial da Furukawa minimizou o problema. Ele lembrou que, atualmente, mais de 50% da demanda global está direcionada para a China, onde não há o requisito da melhor qualidade. Nós investimentos cerca de US$ 150 milhões no biênio 2018 a 2020 para aumentar a nossa capacidade de produção de fibras de valor agregado. Não posso dizer que não vai faltar, mas posso assegurar que nós nos preparamos para atender à evolução da tecnologia", salientou Keiichi Kobayashi.

O Brasil, pontuou ainda o executivo, segue sendo uma das prioridades da empresa, que completou 134 anos de existência. "Sabemos que o Brasil está num momento de mudança de gestão, que podem acontecer algumas turbulências, mas isso não vai nos desviar do nosso negócio. A fábrica no Brasil está sendo ampliada, assim como, nossos negócios na indústria automobilística para a entrega dos carros conectados", finalizou Kobayashi.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/02/2019
Aplicativo e monitoramento pelos usuários vão ranquear as operadoras móveis

20/02/2019
TIM quer leilão 5G o quanto antes e rede legada única para o 2G

20/02/2019
‘Horário nobre’ derruba velocidade da internet móvel pela metade no Brasil

19/02/2019
5G vai responder por 4,8% do tráfego móvel em 2022

15/02/2019
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

13/02/2019
Huawei reage e sugere abertura de códigos-fonte para todos os fabricantes 5G

11/02/2019
5G Americas pede pressa para licenciamento das faixas entre 3,7 e 4,2 GHz

31/01/2019
Provedores Internet ficam à frente da Oi e somam 6,249 milhões de conexões

29/01/2019
Telebras prioriza satélite e falha no atendimento aos provedores Internet por banda larga

29/01/2019
Governo dos EUA acirra clima com China por conta da Huawei

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site