INOVAÇÃO

"Nem no século 25 um robô vai tirar o lugar do homem na produção da cultura"

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 12/12/2018 ... Convergência Digital

A economia da cultura é inquestionável e o Brasil, com talento reconhecido internacionalmente, não pode desprezar. "Nós somos bons nisso ( em produzir cultura). Digo sempre que somos Embrapa, Embraer e Cultura. O resto é commodity e commodity não nos levará a lugar nenhum nos próximos 200 anos", advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.

O especialista, que participou do 32º Seminário da ABDTIC, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, em São Paulo, advertiu que um país sem presença no audiovisual é um país que corre risco no cenário global. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Lins de Vasconcellos alfineta. "Nem no século 25 será possível um robô fazer cultura. A sensibilidade será sempre dos ser humano. Digo que o Brasil precisa investir em cultura. Hoje temos Embrapa, Embraer e Cultura. O resto é commodity e commodity não vai nos levar a lugar nenhum nos próximos 200 anos".

Ainda segundo o advogado, produzir cultura é muito arriscado, mas todos os países do primeiro mundo têm estratégias elaboradas para não perder o lugar nesse segmento. "O Brasil não pode andar para trás. Não podemos perder de vista o valor que a economia da cultura pode ter para o Brasil". Assistam a entrevista com Claudio Lins de Vasconcellos.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Fintechs incubadas pelo BC já encontram negócios no sistema financeiro

Projetos selecionados pelo Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas já estão em uso em instituições como Bradesco e há negociações com outras instituições.

FICO leva IA e machine learning para além da indústria financeira

Verticais como varejo, manufatura e telecomunicações já são usuárias da solução,revela o vice-presidente e diretor-geral da FICO para América Latina e Caribe, Alexandre Graff.

Seguradora HDI trabalha legado para pavimentar transformação digital

Seguradora instituiu um plano de jornada, com quatro anos de duração, para se adaptar à uma nova era digital, afirma a CIO da HDI, Denise Ciavatta.

Brasil fica longe da Inovação e acumula mais de 225 mil pedidos de patentes

Estudo produzido pela Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (ABPI) adverte que o País só despenca no ranking global de inovação e, neste momento, ocupa a última posição. Governo e empresas privadas investem pouco e não assumem os riscos inerentes à Inovação.

Ministério da Economia quer privatizar o financiamento à inovação

Além das empresas estatais de TICs como Serpro, Dataprev, Telebras e Ceitec, lista da secretaria de desestatizações , comandada por Salim Mattar, inclui a Finep, agência de fomento do MCTIC, e o próprio BNDES.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G