TELECOM

Só a Anatel pode dar clareza à disputa tributária na IoT

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 12/12/2018 ... Convergência Digital

O Fisco avança sobre bens digitais até porque não há clareza nas regras desses novos serviços, observa o advogado Luiz Roberto Peroba, do Pinheiro Neto Advogados, que participou do 32º Seminário ABDTIC, realizado em São Paulo. Com relação à Internet das Coisas, o especialista é taxativo: quem pode minimizar os conflitos tributários é a Anatel.

Cabe à agência reguladora, observou em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, clarificar as etapas do serviço e definir se há a caracterização de serviços simples, de valor agregado ou de telecomunicações.

"Só a Anatel pode fazer isso. IoT vai sofrer como os outros serviços com a disputa entre a cobrança de ISS x ICMS. Como também dos tributos determinados para o próprio setor de Telecomunicações. No fundo, do ponto de vista tributário, o ideal é que se tenha regras claras", ressalta. Assistam a entrevista com Luiz Roberto Peroba.


Internet Móvel 3G 4G
Internet das Coisas é prioridade e vai muito além da oferta de conectividade

A afirmação foi feita pelo Chief Data Officer da Telefónica/Vivo, Chema Alonso. O especialista falou ainda sobre projetos para o melhor uso de Inteligência Artificial na área da Segurança da Informação.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

Edital do Concurso Prática Inovadora nas Relações de Consumo nos Serviços de Telecomunicações 2019  prevê premiações separadas para pequenas e grandes empresas.

4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

Condições na base Comandante Ferraz - com ventos de até 200 Km/h e temperaturas recordes negativas - são inóspitas. Por vídeochamada, o comandante Geraldo Juaçaba e o diretor da Oi, Roberto Blois, falam ao Convergência Digital sobre o impacto dessa nova infraestrutura de telecomunicações na vida da base brasileira.

Sangria na telefonia fixa faz mercado perder meio milhão de linhas em janeiro

Nos 12 meses terminados em janeiro, sangria de assinantes do STFC passou de 2,5 milhões de acessos. A Oi, entre as concessionárias, detém 56,04% das linhas ativas. Entre as autorizadas, a Claro aparece com 10,2 milhões de linhas ativas, ou 62,41%.

Oi vence Unitel em disputa de R$ 2,4 bilhões

Segundo a empresa, a decisão da Câmara de Comércio Internacional na arbitragem que corre desde 2015 entendeu que “os outros acionistas da Unitel violaram diversas previsões do acordo de acionistas”.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G