NEGÓCIOS

Especialista tributário sugere a adoção de um 'Simples' para TI

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 14/12/2018 ... Convergência Digital

Os serviços digitais geram mais complexidade à legislação tributária, afirma o especialista Marco Aurélio Grecco, membro associado da European Association of Tax law Professors, aproveitou a sua participação no 32º Seminário ABDTIC, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, para fazer uma proposta: a discussão sobre a adoção de um sistema de pagamento de impostos, semelhante ao Simples, para as empresas de TI.

"Não estou propondo uma unificação de tributos, mas, sim, a unificação do recolhimento. É uma simplificação do processo. É facilitar a vida do contribuinte de pagar uma vez e ficar tranquilo que pagou todos os tributos devidos. E também permitir ao Fisco se programar e saber o que vai arrecadar. Na prática, a indefinição leva ao confronto e todos nós sabemos que eles não são bons para ninguém, nem para quem deve, nem para quem tem a receber", afirmou Marco Aurélio Grecco.

O especialista diz que a evolução dos serviços digitais determina um momento complexo e não dá para ficar apenas reclamando. No caso de Internet das Coisas, por exemplo, Grecco observa: "uma geladeira conectada à Internet vai continuar sendo uma geladeira. O automóvel autônomo continuará sendo um automóvel. E nem estamos ainda discutindo a questão de tributos sobre coleta de dados e uso de informações, o que certamente será uma realidade mais à frente. Por isso sugiro o regime simplificado", detalhou.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Marco Aurélio Grecco admitiu que há dificuldades para ter o novo modelo sugerido. "O primeiro deles é o de aceitar a ideia. Mas reitero: a situação está complexa demais e estou convencido que é viável ter esse modelo como o foi o Simples há 10 anos". Assistam a entrevista com o professor Marco Aurélio Grecco.


Tecnologia da informação evita tombo maior do setor de serviços

Segundo o IBGE, apesar do desempenho ruim das telecomunicações, os serviços de TI exercem a principal contribuição positiva dos serviços no acumulado até agosto de 2019. 

Rio de Janeiro precisa deixar de exportar CPF e CNPJ

"O Rio é protagonista de geração de inteligência e, hoje, temos de nos desafiar para reter nossos talentos", afirma o coordenador do Rio Info 2019, Alberto Blois. A diversidade foi a 'cara' do evento em 2019.

Fusões e aquisições em TI remodelam o mercado interno

Pesquisa da KPMG mostra que, no primeiro semestre, aconteceram 61 operações de compra em TI no Brasil, sendo 39 domésticas, 18 aquisições por grupos estrangeiros e 4 empresas brasileiras comprando companhias estrangeiras.

BR Distribuidora: A TI não pode se esconder atrás dos processos para se defender

"A TI precisa entender que do jeito que era não funciona mais. Ela precisa se enxergar como parte integrante do negócio", diz o CIO da BR Distribuidora, Aspen Andersen.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G