Convergência Digital - Home

AWS lança serviço de armazenamento de longo prazo no Brasil

Convergência Digital
Convergência Digital* - 19/12/2018

A Amazon Web Services (AWS) disponibilizou o serviço de longo prazo, batizado de Amazon Glacier, no p Brasil. O serviço de armazenamento é voltado ao arquivamento de dados e backups de longa duração em nuvem, com custos extremamente reduzidos e de forma segura.

De acordo com Roberto Yoshida, gerente de desenvolvimento de negócios LATAM da AWS, o serviço é ideal para empresas que precisam armazenar os chamados arquivos 'frios' por longos períodos e acessá-los rapidamente. Em média, o armazenamento de dados é feito por 0,0085 USD por gigabyte ao mês, ou algo em torno de R$ 0,40, o que representa uma economia de quase 80% em comparação às soluções de disponibilidade imediata de recuperação.

Clientes que utilizam o Amazon S3 já podem acessar imediatamente o Amazon Glacier por meio de políticas de gerenciamento de ciclo de vida de informação (Information Lifecycle Management-ILM). Ou seja, é possível definir nas ações de transição quando dados passam do estado "quente" (de grande necessidade de acesso) para "frio" (quando será pouco acessado ou precisa ser basicamente arquivado por um certo período). Passado o período determinado, um ano por exemplo, ocorre automaticamente a transição de uma categoria de armazenamento para a Amazon Glacier.

Outra vantagem é o AWS Storage Gateway, serviço de armazenamento híbrido capaz de se conectar com o Amazon Glacier arquivando de forma econômica e garantindo uma cópia de segurança fácil de acessar. Para suprir as diferentes necessidades de tempo e custo de recuperação dos dados, o Amazon Glacier oferece três modelos de acesso à informação que podem levar de alguns minutos a horas.

Para reforçar a segurança, o serviço oferece redundância, com dados distribuídos de modo automático em, no mínimo, três zonas de disponibilidade que estão geograficamente separadas dentro de uma região da AWS. O Amazon Glacier é interessante para diversos perfis de empresas. Em especial, para as que trabalham com arquivos e mídia (como vídeos e imagens); arquivamento de informações de saúde, arquivamento para fins normativos e de compatibilidade; arquivamento físico de dados científicos, e preservação digital, além de servir para a substituição do método tradicional de armazenamento com fitas magnéticas.

Globalmente, a empresa Soundcloud é uma das que já utilizam o Amazon Glacier para armazenar e processar dados massivos. Outro exemplo de uso é da Sony DADC New Solutions, que transferiu seus arquivos completos de vídeo de 20 petabytes armazenados em fitas LTO para o Amazon Glacier e Amazon S3.


Destaques
Destaques

Brasil fica nas últimas posições em ranking mundial de uso de Big Data e Analytics

Brasil fica na posição 60º em 63º no uso das novas tecnologias da economia digital do Ranking de Competitividade Mundial 2019, produzido pela escola suiça IMD, com parceria no País, com a Fundação Dom Cabral. Em competitividade, País segue nas últimas posições.

Startup catarinense usa big data para combater desperdício de água potável

Startup catarinense, AcquaLogic, desenvolveu solução para tratar os dados de empresas de saneamento para evitar o desperdício. Em 2016, o Brasil jogou no lixo 38% da água consumível, segundo dados do Instituto Trata Água. Startup, agora, quer unir big data à Internet das Coisas.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site