INTERNET

Perícia digital: Disputa judicial exige mais prazo de armazenamento de dados

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

As perícias digitais servem para, em linguagem leiga, ajudar ao juiz a aplicar a legislação do ponto de vista judicial em assuntos técnicos, explica João Alberto Matos, do Pio Tamassia Advocacia, que em 17 anos, já entregou mais de 3000 laudos de perícias digitais em disputas judiciais nas áreas de TI e de Telecomunicações.

Um dos pontos mais críticos, hoje, é o prazo determinado para o armazenamento dos dados para provedores Internet e de conteúdo. O Marco Civil da Internet determina um tempo que varia de seis meses a um ano. "Muito pouco para o tempo que leva uma disputa judicial. A maior parte dos casos leva, em média, seis anos. E é preciso ter as informações para se tentar uma solução. A orientação é que se entre imediatamente com uma cautelar para a preservação por tempo indeterminado dos dados", recomenda Matos, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o 32º Seminário ABDTIC, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, em São Paulo.

Segundo ainda o advogado é mentira a sensação que a Internet protege o anonimato. Se houver a preservação dos dados, todo mundo é passível de identificação. O perito digital admite que a disseminação das redes sociais aumentou o volume de trabalho, principalmente, por conta das fakes news e dos perfis falsos. E diz que a perícia é crucial para se chegar a uma decisão correta. "Temos um caso que uma mulher denunciou o namorado de divulgação de fotos íntimas e com a perícia constatamos que ela forjou toda a situação". Assistam a entrevista com José Alberto Matos, do Pio Tamassia Advocacia.


Revista Abranet 31 . maio-julho 2020
Veja a Revista Abranet nº 31 A pandemia da Covid-19 fez a rotina mudar num piscar de olhos. E coube à internet mostrar a sua força. O aumento significativo do tráfego de dados por conta do teletrabalho e do isolamento social foi uma realidade assustadora. Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

Justiça libera You Tube de informar e-mail e IP de usuários que publicam filmes piratas

Decisão foi do Tribunal Superior da Europa, com a argumentação de que é preciso existir um equilíbrio entre proteger dados pessoais e direitos autoriais.

NIC.br abre novas opções de domínios .br

Endereços web "app.br", "seg.br", "geo.br" e "des.br" estão entre as 12 opções disponíveis para registro a partir de 20/7.

Com mais de 50 projetos contra Fake News tramitando na Casa, PL 2630/20 chega à Câmara Federal

Presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, do DEM/RJ, se disse disposto a acelerar a tramitação do PL 2630, aprovado no Senado por 44 a 32 votos.

Audiências públicas sobre privatização de estatais poderão ser pela internet

Governo promete "ampla divulgação" para a discussão dos projetos do Programa de Parcerias de Investimento.

Sem nova lei, Justiça condena deputado a indenizar em R$ 50 mil por fake news

Por vídeo com acusações falsas a ex-presidente do PT em Ubatuba (SP), de 2018, Alexandre Frota (PSDB-SP) terá também que se retratar em suas redes sociais. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G