TELECOM

Anatel aprova PGMU 5, mas tenta superar impasse com as teles

Luís Osvaldo Grossmann ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

Em sua última reunião em 2018, o Conselho Diretor da Anatel aprovou uma proposta para um novo plano de metas universalização. Voltado ao período 2021-2025, ele é idêntico ao PGMU anterior, 2017-2020, que até hoje não foi aprovado pelo governo federal. A proposta ficará em consulta pública por 60 dias.

Isso significa que a mudança significativa das metas se mantém na redução dos critérios para a instalação de orelhões. Com a remoção da proporcionalidade à população e dos critérios de distanciamento, a expectativa é de que a planta atual, com mais de 700 mil telefones públicos espalhados pelo paús, seja reduzida para pouco mais de 84 mil.

“Temos um estudo que mostra que a diferença não ter sido ainda aplicada resultou na alocação de R$ 1,1 bilhão para manutenção de telefones públicos entre 2015 e 2018”, afirmou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais, ao defender a mudança nas metas de universalização.

A Anatel aprovou o PGMU 4 (para 2017 a 2020), ainda em 2016, mas a fé de que seria aprovada no Congresso a revisão do marco legal do setor de telecomunicações – e com ele o fim das concessões e do próprio PGMU – acabou atrasando o cronograma.

Além disso, governo e Anatel divergem sobre as metas de universalização e mesmo sobre o saldo, ou seja, aquilo que as concessionárias devem por terem sido beneficiadas por reduções nas obrigações contratuais. A versão do PGMU que o MCTIC mandou à Casa Civil prevê compromissos de cobertura com LTE. A Anatel acha que são compromissos fora do escopo dos contratos de concessão.

No caso do saldo, as empresas rejeitam o valor desde quando a conta ainda estava em R$ 3,3 bilhões, depois corrigida para R$ 3,7 bilhões. Por isso, as empresas não assinaram a revisão dos contratos de concessão. Agora, para tentar superar o impasse, a Anatel vai insistir no saldo, mas mexer nos termos.

É que logo após o artigo sobre o saldo nos contratos, a agência vai incluir que o reconhecimento dos valores previstos não implicam em renúncia ao procedimento de arbitragem a ser solicitado pelas concessionárias para rediscutir os números.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Anatel propõe liberdade tarifária em chamadas de longa distância

Segundo a agência, consumidores têm amplas opções de serviço, a começar por ligações de voz sobre IP em diferentes aplicativos que usam a internet. Hoje a maior parte das teles oferece voz gratuita para vender o pacote de dados.

Marco de Telecom: CCT do Senado promete rapidez, mas quer ouvir presidente da Anatel

Os senadores da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado prometem uma votação rápida do novo modelo para o setor de Telecomunicações. Mas uma data para votação só deve ser definida na próxima semana, quando retorna de missão internacional a relatora do PLC 79/16, Daniella Ribeiro (PP-PB).

Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

Edital do Concurso Prática Inovadora nas Relações de Consumo nos Serviços de Telecomunicações 2019  prevê premiações separadas para pequenas e grandes empresas.

4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

Condições na base Comandante Ferraz - com ventos de até 200 Km/h e temperaturas recordes negativas - são inóspitas. Por vídeochamada, o comandante Geraldo Juaçaba e o diretor da Oi, Roberto Blois, falam ao Convergência Digital sobre o impacto dessa nova infraestrutura de telecomunicações na vida da base brasileira.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G