NEGÓCIOS

Alta do dólar e eleição provocam queda na venda de PCs no 3º semestre no Brasil

Convergência Digital* ... 21/12/2018 ... Convergência Digital

O mercado de computadores no Brasil não manteve a curva de crescimento dos primeiros meses do ano e fechou o terceiro trimestre com alta de apenas 0,5% em relação ao mesmo período de 2017, e queda de 3% em relação ao segundo trimestre, informa a IDC Brasil. Em julho, agosto e setembro foram vendidos 1,3 milhão de computadores, contra, respectivamente, 1,34 milhão e 1,41 milhão vendidos no primeiro e segundo trimestre de 2018. O que se manteve foi a preferência por notebooks, pontua estudo da consultoria. Do volume de computadores vendidos no terceiro trimestre, 935 mil foram notebooks e 425 mil foram desktops.

“A pausa no movimento do governo devido às eleições já era esperada, se concretizou e impactou no resultado. Os preços também subiram neste período por conta do dólar”, justifica Wellington La Falce, analista de pesquisa da IDC Brasil. Segundo ele, o ticket médio dos notebooks, por exemplo, aumentou 20% passando de R$ 2.404 em 2017 para R$ 2.877 em 2018, e os desktops tiveram alta de 7%, passando de R$ 2.121 no ano passado para R$ 2.274 no terceiro trimestre de 2018.

“O consumidor brasileiro é bem sensível a preço e certamente essa alta pesou em suas decisões de compra, impactando o movimento do varejo”, diz La Falce. Ainda de acordo com o  analista da IDC, este ano, não houve o recurso extra das contas inativas do FGTS. “Em 2017, muitos consumidores usaram esse dinheiro para renovar suas máquinas ou fazer sua primeira compra”, diz. Além disso, completa La Falce, o consumidor brasileiro está mais maduro, pesquisa bastante e preferiu aguardar uma época melhor, como no quarto trimestre, quando acontece a Black Friday.

O reflexo desse comportamento foi sentido no varejo, que respondeu pela venda de 859 mil máquinas. Já o mercado corporativo ficou responsável pela venda de 508 mil unidades. “As empresas continuaram trocando seus parques de desktops para notebooks, porque estão acompanhando a tendência do home-office e a necessidade de mobilidade do funcionário. Como essas máquinas já estão consolidadas no varejo, agora é a vez das empresas fazerem a substituição”, conta La Falce.

Em termos de receita, segundo o estudo da IDC, a venda de computadores no terceiro trimestre de 2018 movimentou R$ 3,7 bilhões, 17% a mais do que o terceiro trimestre de 2017, sendo R$ 2,7 bilhões de notebooks e R$ 936 milhões de desktops. O varejo vendeu R$ 2,2 bilhões e o mercado corporativo R$ 1,5 bilhão.


Cloud Computing
Vertiv: Edge computing impõe um novo jogo no negócio de data center

"A arquitetura de rede vai mudar com edge computing e com o 5G. Os mini data centers são o novo grande negócio e vai mudar o perfil dos players", diz o diretor geral da Vertiv no Brasil, Rafael Garrido. A eficiência energética é o grande desafio que se impõe ao mercado daqui pra frente.

TOTVS desiste de hardware e vende unidade da Bematech para a Elgin

Venda das impressoras de cupom fiscal, principal ativo da Bematech, ficou em R$ 25 milhões e foi feita para a Elgin. Em 2015, a TOTVS investiu R$ 550 milhões na companhia apostando nas vendas combinadas. Os ativos de software foram mantidos pela TOTVS.

SAP e Apple: privacidade dos dados é uma das questões mais importantes do século

"O telefone que você tem no agora no seu bolso tem mais dados sobre você do que em sua casa inteira — se alguém invadir a casa vai saber uma fração do que seu smartphone sabe", advertiu Tim Cook, presidente da Apple. SAP reconstruiu aplicativos móveis para integração total com os dispositivos da Apple.

Guinada digital faz bancos mudarem a maneira de comprar TICs

As instituições financeiras cada vez mais investem no modelo de serviços e no desenvolvimento de aplicações para os clientes, diz o diretor de Tecnologia da Febraban, Gustavo Fosse. Mobile banking vira canal preferido do correntista e chega a dois dígitos na movimentação financeira.

Bancos investiram R$ 19,6 bi em TI. Software e Serviços responderam por R$ 10,1 bi

Segmento financeiro segue sendo o maior comprador de TI no Brasil, ao lado do governo federal. Hoje, de cada 10 transações, com ou sem movimentação financeira, seis são feitas por meios digitais. nuvem, big data, analytics e IA são estrelas.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G