INOVAÇÃO

Regulamentação de IA passa pela lógica econômica e pela ética

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 11/12/2018 ... Convergência Digital

Ao participar do Seminário ABDTIC 2018, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, Carlos Affonso Souza, do ITS/Rio, afirmou que é necessário pensar em uma eventual regulação futura para a Inteligência Artificial de forma contextualizada, com base não apenas na legislação, mas em uma lógica econômica de mercado, na sociedade e na própria tecnologia, além de ser "pareado com ética".

Na sua apresentação, o especialista citou exemplos do Japão, onde o governo instituiu estratégias nacionais para a robótica e para a IA. Em ambas, há a ideia de que o cidadão precisará se acostumar com a presença da máquina no dia a dia. Já na China, o plano tem um viés econômico: até 2020, aumentar o nível de investimentos; até 2025, ter criações chinesas na área; e em 2030, já ter a dominação global na área. Assistam a íntegra da apresentação de Carlos Affonso Souza, do ITS/Rio.



Softex e MCTIC abrem edital para selecionar 100 projetos de inteligência artificial

Serão escolhidos projetos nas áreas de agronegócios, saúde, indústria e cidades inteligentes que poderão receber aportes de R$ 500 mil.

Pesquisa de inovação mostra investimento baixo e falta de política pública

Segundo o IBGE, as empresas inovadoras do Brasil investiram menos de 2% da receita em P&D. “A agenda de inovação é urgente e deveria ser prioridade”, aponta a Confederação Nacional da Indústria. 

Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Brasil precisa formar massa crítica de empreendedores para inovação

A posição é defendida pelo CEO da Fábrica de Startups, Hector Simões, que tem como meta se tornar o maior hub de inovação do Rio de Janeiro.

Investimentos em fintechs disparam para R$ 7,6 bilhões no Brasil

Aportes triplicaram puxados pela injeção de R$ 1,9 bilhão no Nubank e R$ 1,6 bilhão no Banco Inter.  Brasil ocupa o quinto lugar entre os maiores centros de captação de fundos de fintechs no mundo.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G