GOVERNO

MCTIC quer modelo privado para o financiamento à inovação

Luís Osvaldo Grossmann ... 02/01/2019 ... Convergência Digital

Ciente do duro trabalho de garantir recursos para ciência, tecnologia, inovações e comunicações, o novo ministro Marcos Pontes defendeu durante sua posse oficial nesta quarta, 2/1, que o setor privado também participe do financiamento a atividades ligadas à inovação.

“Temos bastante produção científica, muita publicação, mas em inovação estamos atrás. Temos a Finep para apoiar as inovações, mas precisamos da participação do setor privado. Mas como trazer o setor privado a participar mais? Através de programas em parceria e são vários modelos interessantes, centros de inovação, parques tecnológicos, incubadoras. Vamos fazer um modelo padrão, estruturante, que possa ser replicado em vários locais no país e adaptado segundo a vocação local”, afirmou Pontes.

Segundo o novo ministro, inovação é um dos três pilares do trabalho, ao lado da pesquisa e do fomento à atividade científica. “Este ministério tem três missões: produzir conhecimento, através de pesquisa, ciência; produzir de riquezas, por isso as tecnologias aplicadas são importantes, novas empresas, novas startups, produtos e serviços de tecnologia; e melhorar a qualidade de vida das pessoas, que envolve parcerias com outros ministérios, por exemplo a tecnologia pode ajudar no saneamento, na segurança, na saúde, assim por diante.”

Para ele, “na parte de pesquisa, que é o segundo pilar, tem o CNPq para apoiar, com problemas de orçamento, mas para apoiar bolsas, e é extremamente importante termos pesquisa básica forte no país”. Nos problemas de recursos, disse, “a gente vai ter que trabalhar ao longo do ano com o Congresso Nacional, com outras possibilidades, para que a gente recomponha esses orçamentos, como foi feito no passado”.

“É importante que a gente tenha um trabalho mais próximo da sociedade e dos políticos, dos congressistas, para que eles percebam a importância estratégica da ciência e tecnologia e nos ajudem a conduzir os trabalhos e termos o orçamento adequado”, defendeu Pontes. Nessa linha, acredita que parte do trabalho é a disseminação e o fomento científico.

“A gente não tem participado muito na formação ou mesmo no incentivo para que os jovens se interessem pelas carreiras de ciência e tecnologia. Então esse é um dos pilares, podermos através de parceria com o Ministério da Educação levar mais ciência e tecnologia para a garotada das escolas, para que a gente comece a ter mais conhecimento sobre a importância e assim motivar novos profissionais.”


Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

MP entra com pedido para TCU fiscalizar terceirizações no Governo Federal

Subprocurador-geral, Lucas Rocha Furtado, diz que as terceirizações são uma forma de driblar a obrigatoriedade de concurso público, previsto na Constituição. Também alega que as terceirizações estão sendo feitas para 'satisfação de interesses pessoais', mediante direcionamento na indicação de profissionais.

Governos precisam de CIOs para liderar a incorporação das inovações

“Existem passos fundamentais para que o governo faça sua transformação digital, e vemos que eles estão acontecendo no Brasil. Mas certamente ter uma liderança nesse processo faz diferença”, afirma a vice-presidente global da Amazon Web Services para o Setor Público, Teresa Carlson. 

MCTIC vai cruzar dados com a Receita em novo formulário da Lei do Bem

Segundo a diretoria de apoio à inovação da pasta, foco do novo FORMP&D é a segurança. “Ideia é assegurar que quem está prestando os registros são os representantes dessas empresas”, diz a diretora Adriana Martin.

Serpro e Dataprev unificam mais de 22 milhões de contas de brasileiros

Usuários, agora, terão um único login para acessar a plataforma gov.br e as mais de 80 soluções disponíveis de governo digital, entre elas, INSS e ComprasNet. Acesso ao portal poderá ser feito por CPF, senha e certificado digital A3, que serve para pessoas físicas e jurídicas.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G