Home - Convergência Digital

Ericsson quer massificar aplicações móveis de IoT

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 31/01/2019

A Ericsson está apostando no uso massivo do celular para a Internet das Coisas. Tanto que nesta quinta-feira, 31/01, a fabricante fez lançamentos globais que vão permitir aos provedores de serviços oferecer aplicações para diversas áreas, entre elas, manufatura, automotiva e utilities. Os serviços são direcionados para: IoT de Uso Massivo, IoT para Operações Críticas e os novos IoT em Banda Larga e IoT para Automação Industrial.

O destaque é para a solução NB-IoT Extended Cell Range 100km, capaz de esticar o limite padrão de cobertura de 40km até 100km, utilizando apenas atualizações de software – ou seja, sem a necessidade de alterar dispositivos NB-IoT já existentes. Duas operadoras já estão implantando as conexões de dados NB-IoT da Ericsson: Telstra e DISH.

O diretor de Produtos e Tecnologia da Ericsson no Brasil, Paulo Bernardocki, em entrevista ao Convergência Digital, explica que as soluções têm efeito nas redes 4G LTE e nas redes NB-IoT. "Um exemplo são as aplicações de rastreamento de carga. Os caminhões trafegam por distintas rodovias. Nem sempre o sinal de cobertura é o ideal. Com atualização de software na rede é possível expandir o sinal por 100 Km, o que para a comunicação das coisas terá um grande efeito nas áreas de cobertura não ideal", explica.

O Brasil, acrescenta ainda Bernardocki, fez parte dos testes de campo das soluções que estão sendo lançadas para massificar o uso do celular para Internet das Coisas. As redes NB-IoT estão escalando e a liberação de frequências como a 700 Mhz e 450 Mhz massificam o interesse. "Um dos testes foi feito com a Vivo e com a Raízen, uma das líderes no mercado de etanol e açúcar, e a EsalqTec, incubadora que atua junto à Esalq/USP, na Usina Costa Pinto, em Piracicaba, para aumentar a conectividade", afirma.

O uso massivo de IoT, afirma ainda o diretor da Ericsson Brasil,  terá como consequência o aumento ainda maior do consumo de dados, o que vai gerar mais negócios para as operadoras e determinar a expansão de infraestrutura., o que vai gerar negócios para todo o ecossistema de Telecom. "Não apenas do 4G LTE tradicional, mas as redes NB-IoT também vão se diversificar, como também haverá a preparação para o 5G", aponta Bernardocki. O Ericsson Mobility Report projeta que o número de conexões de IoT celular alcançará 4.1 bilhões em 2024 – com crescimento anual de 27%.

A Ericsson descreve um modelo de evolução de IoT celular: os casos de uso básicos (como rastreamento e medição inteligente que utilizam IoT de Uso Massivo); usos mais sofisticados que se tornam possíveis com a IoT em Banda Larga (como entretenimento e informação em carros, realidade aumentada e virtual, drones e dispositivos vestíveis avançados), e a IoT para Operações Críticas (como veículos autônomos) e IoT de Automação Industrial (como, por exemplo, trabalho de robótica colaborativo em manufatura).

"Certamente os carros autônomos e o gerenciamento de robôs nas linhas de produção vão funcionar com o 5G, que oferece um atraso de rede muito pequeno e permitirá IoT em operações críticas", completa o diretor da Ericsson Brasil.  As soluções, anunciadas nesta quinta-feira, 31/01, já estão disponíveis para os clientes no País.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/04/2019
WND e Facens firmam parceria para fomentar uso de IoT

18/04/2019
Brasil emplaca na UIT referência de arquitetura para Internet das coisas

17/04/2019
Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

05/04/2019
Votorantim Cimentos leva iniciativa de IoT do Brasil para o mundo

03/04/2019
Pronto, Plano de IoT será mostrado a ministros antes de seguir ao Planalto

03/04/2019
Governo e empresas criam Câmara para acelerar digitalização da indústria

02/04/2019
Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

01/04/2019
TIM contrata mil VSATs da Gilat para expandir oferta de 4G IoT na agricultura

29/03/2019
Brasil ganha nova operadora dedicada à Internet das Coisas

28/03/2019
Plano Nacional de Internet das Coisas precisa sair da retranca

Destaques
Destaques

Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

Projeção do mercado é que o segmento vai crescer acima de 20% ano contra ano até 2022. Dispositivos, em especial os smartphones, impulsionam o crescimento dos investimentos em TI ao longo de 2019.

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Smartphones colocam Inteligência Artificial na palma da mão

Por Samir Vani*

Tecnologias como reconhecimento facial, identificação de objetos e realidade aumentada já estão disponíveis na palma das nossas mãos, mas boa parte das pessoas não sabe ainda.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site