GOVERNO

Ex-CIO da Telefônica desponta como nova presidente da Dataprev

Convergência Digital* ... 05/02/2019 ... Convergência Digital

Informação do site Antagonista revela que a Dataprev terá uma executiva à frente do seu comando. Christiane Almeida Edington, ex-CIO da Telefônica Brasil, será a nova presidente da estatal federal de processamento de dados, que tem entre suas principais atribuições, a gestão dos dados da Previdência Social. De acordo ainda com a notícia do site Antagonista, Christiane Edington foi escolhida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A nomeação ainda não é o oficial, uma vez que o nome da executiva não foi publicado no Diário Oficial da União, mas se confirmada será a primeira vez que a Dataprev será comandada por uma executiva de Tecnologia. Christiane Edington foi CIO da Telefônica Brasil por oito anos, até abril de 2016. Após a sua saída do grupo espanhol, a executiva pelo conselho de diferentes empresas, participando hoje em dia do board da Renner, Zup Inovation e Oesia.

A indicação de Christiane Edington pode ser considerado um sinal que há, sim, a volta do estudo de fusão entre Dataprev e Serpro. A especialista, no comando da TI, participou do trabalho de fusão da operadora com a Telemig Celular.  A Dataprev, fundada em 1974, é responsável pela gestão de tecnologia do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e tem três data centers, localizados em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, mais cinco centros de desenvolvimento de software.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Pontes: Corte de 42% no orçamento deixa MCTIC 'com a corda no pescoço’

“Ao longo dos anos o ministério veio perdendo prestigio e o orçamento veio caindo. Precisamos de muito apoio para melhorar o orçamento para o ano que vem, porque  o deste ano já está feito”, afirmou o ministro Marcos Pontes.

Receita Federal decide cobrar IPI das impressoras 3D

Para o Fisco, a atividade de impressão em 3D caracteriza-se como uma operação de industrialização na modalidade de transformação.

"Espero que dinheiro da base de Alcântara não vire outro FUST", diz Marcos Pontes

Segundo explicou no Senado Federal, o acordo é uma autorização dos Estados Unidos para lançamentos de foguetes na base brasileira. Mas não há ainda definição de quem vai ficar com os recursos da operação comercial da base.

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G