Convergência Digital - Home

IBM libera IA Watson para funcionar em qualquer nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital* - 12/02/2019

A IBM anunciou nesta terça, 12/2 que alguns serviços de inteligência artificial Watson agora vão funcionar em provedores de nuvem de rivais, tentando conquistar clientes que querem uma maior flexibilidade no armazenamento e na análise de dados.

O anúncio vem após os movimentos da IBM para posicionar seus serviços como compatíveis com praticamente qualquer forma de infraestrutura computacional que um cliente queira usar. O mais notável entre eles foi a compra da Red Hat, no fim de 2018, por US$ 34 bilhões.

Parece uma indicação de que o posicionamento da empresa no mercado de computação em nuvem e nos serviços baseados no sistema de código aberto Linux que é o cerne da operação da Red Hat.

Com a mudança, as empresas poderão usar ferramentas de inteligência artificial do Watson, como o Watson Assistant, que pode ajudá-las a desenvolver serviços de conversação, como um agente de atendimento ao cliente virtual, em aplicativos móveis hospedados na Amazon.com, na Microsoft, bem como servidores IBM.

“Com a maioria das grandes organizações armazenando dados em ambientes de nuvem híbrida, eles precisam da liberdade e escolha de aplicar inteligência artificial a seus dados onde quer que estejam armazenados”, disse Rob Thomas, gerente geral da IBM Data e AI, abrindo a “Think”, conferência em San Francisco para mostrar novas tecnologias.

Com informações da Reuters


Destaques
Destaques

Banco Central afrouxa regras de contratação de serviços na nuvem pelos bancos

A partir de agora, os contratos de serviços na nuvem não precisam mais de autorização prévia, a não ser nos casos em que houver armazenamento de dados fora do Brasil em países sem convênio entre autoridades monetárias. 

Rio de Janeiro terá licitação de nuvem para dados abertos do Governo

Processo está sendo conduzido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e ganhou 'musculatura' com a adesão do governo do Estado, revela o procurador geral da Justiça, José Eduardo Gussem.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site