INOVAÇÃO

Boi ganha identidade digital com uso de blockchain em solução do CPqD

Convergência Digital* ... 18/02/2019 ... Convergência Digital

A tecnologia blockchain é a base de uma solução de rastreabilidade da carne bovina, desenvolvida pelo CPqD em parceria com a Safe Trace, empresa mineira especializada em rastreamento na cadeia produtiva de alimentos. Uma primeira versão, como produto mínimo viável (MVP) dessa solução, já está integrada ao sistema da Safe Trace, para avaliação junto a pecuaristas, frigoríficos, centros de distribuição e grandes redes varejistas.

“O objetivo é assegurar a procedência e a qualidade do produto, com transparência para todos os elos da cadeia produtiva da carne bovina”, afirma José Reynaldo Formigoni, gestor de Soluções Blockchain do CPqD. Para isso, o sistema desenvolvido cria uma identidade digital baseada em blockchain para cada boi a ser rastreado.

É por essa identidade que as informações sobre o animal, bem como sobre formação de lotes de produção, movimentações, dados sanitários, de qualidade e transformação em produtos, são trocadas entre os diversos atores dessa cadeia – o que envolve desde a fase de produção na fazenda, o processamento na indústria (quando ocorre a identificação de cada uma das partes do boi) até a disponibilidade da carne no varejo. Com isso, cria-se uma trilha de auditoria, confiável e segura, da procedência do animal.

“Se for detectada uma doença no gado de uma fazenda ou região, por exemplo, fica mais fácil rastrear as peças de todos os bois que possam ter sido contaminados, o que torna a localização mais eficiente e reduz as perdas decorrentes do recall da carne”, explica Formigoni. Ele acrescenta que a integração de tecnologias blockchain a esse sistema dará transparência e confiabilidade (com garantia de imutabilidade) dos dados para todos os atores que fazem parte da cadeia produtiva da carne.

Vasco Picchi, diretor de Novos Negócios da Safe Trace, destaca ainda que a nova solução permite contemplar também outras características importantes para os consumidores, como a conformidade socioambiental das propriedades, o bem-estar do animal, avaliações de qualidade e todo o caminho percorrido pelo produto. “Dessa forma, é possível garantir maior transparência e confiabilidade a todas as informações que levam à escolha e valorização do produto”, afirma Picchi.

Nesse projeto, o CPqD foi responsável pela criação da rede blockchain e dos contratos inteligentes, bem como pelo desenvolvimento da camada de serviços – que inclui as APIs de integração com sistemas de terceiros (que fazem parte da rede). A ferramenta utilizada no desenvolvimento foi a plataforma Hyperledger Fabric, mantida pela iniciativa global The Linux Foundation.

* Com informações do CPqD


Cloud Computing
Nuvem será a base de 85% dos aplicativos de negócios até 2025

Cloud computing vai estar presente em todos os lugares e empresas nos próximos sete anos. Assim como a Inteligência Artificial em nuvem reduzirá o custo e a barreira de entrada e abrirá uma mina de ouro para o potencial de inovação e experimentação científica.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Transformação digital é um dos temas da 4ª edição da O&G TechWeek

Evento, no Rio de Janeiro, vai  debater o impacto das tecnologias digitais no futuro dos segmentos de Upstream, Downstream, Gás e Energia e os possíveis desdobramentos em outros setores da economia.

Desafio em segurança e defesa premia startups com R$ 100 mil

Fintechs e Blockchain também são temas para a disputa, batizada de Conexão Defesa, e que acontece de 03 a 05 de setembor, em Florianópolis. Inscrições vão até o dia 20 de agosto.

Brasil cai duas posições em ranking global de inovação

Entre 129 países, o Brasil é o 66º mais inovador segundo o Índice Global de Inovação da Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Na América Latina, País fica atrás do Chile, México e Costa Rica.

G7 manda recado ao Facebook: a criptomoeda Libra não será liberada tão fácil

As autoridades regulatórias globais não permitirão que o Facebook lance sua criptomoeda libra até que todas as suas preocupações, desde a lavagem de dinheiro até a estabilidade financeira, sejam resolvidas,revelou Benoît Coeuré, membro do conselho do Banco Central Europeu.

DBServer: competitividade exige uma nova maneira de fazer software

Ao completar 25 anos, a companhia gaúcha investe em novas tecnologias, entre elas, Blockchain, com o lançamento, em setembro, de um projeto dedicado à área de saúde, conta Verner Heidrich.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G