INOVAÇÃO

Boi ganha identidade digital com uso de blockchain em solução do CPqD

Convergência Digital* ... 18/02/2019 ... Convergência Digital

A tecnologia blockchain é a base de uma solução de rastreabilidade da carne bovina, desenvolvida pelo CPqD em parceria com a Safe Trace, empresa mineira especializada em rastreamento na cadeia produtiva de alimentos. Uma primeira versão, como produto mínimo viável (MVP) dessa solução, já está integrada ao sistema da Safe Trace, para avaliação junto a pecuaristas, frigoríficos, centros de distribuição e grandes redes varejistas.

“O objetivo é assegurar a procedência e a qualidade do produto, com transparência para todos os elos da cadeia produtiva da carne bovina”, afirma José Reynaldo Formigoni, gestor de Soluções Blockchain do CPqD. Para isso, o sistema desenvolvido cria uma identidade digital baseada em blockchain para cada boi a ser rastreado.

É por essa identidade que as informações sobre o animal, bem como sobre formação de lotes de produção, movimentações, dados sanitários, de qualidade e transformação em produtos, são trocadas entre os diversos atores dessa cadeia – o que envolve desde a fase de produção na fazenda, o processamento na indústria (quando ocorre a identificação de cada uma das partes do boi) até a disponibilidade da carne no varejo. Com isso, cria-se uma trilha de auditoria, confiável e segura, da procedência do animal.

“Se for detectada uma doença no gado de uma fazenda ou região, por exemplo, fica mais fácil rastrear as peças de todos os bois que possam ter sido contaminados, o que torna a localização mais eficiente e reduz as perdas decorrentes do recall da carne”, explica Formigoni. Ele acrescenta que a integração de tecnologias blockchain a esse sistema dará transparência e confiabilidade (com garantia de imutabilidade) dos dados para todos os atores que fazem parte da cadeia produtiva da carne.

Vasco Picchi, diretor de Novos Negócios da Safe Trace, destaca ainda que a nova solução permite contemplar também outras características importantes para os consumidores, como a conformidade socioambiental das propriedades, o bem-estar do animal, avaliações de qualidade e todo o caminho percorrido pelo produto. “Dessa forma, é possível garantir maior transparência e confiabilidade a todas as informações que levam à escolha e valorização do produto”, afirma Picchi.

Nesse projeto, o CPqD foi responsável pela criação da rede blockchain e dos contratos inteligentes, bem como pelo desenvolvimento da camada de serviços – que inclui as APIs de integração com sistemas de terceiros (que fazem parte da rede). A ferramenta utilizada no desenvolvimento foi a plataforma Hyperledger Fabric, mantida pela iniciativa global The Linux Foundation.

* Com informações do CPqD


Cloud Computing
Google Cloud, enfim, passa aceitar o pagamento em Real

Clientes novos e atuais do G Suite passam a pagar o serviço por dinheiro local ou cartão de crédito nacional. Empresa também passa a aceitar o pagamento via boleto, para se adequar ao Brasil.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Grupo Sabin usa Inteligência Artificial para monitorar cibercrimes

“Acompanhamos a LGPD desde o início porque trabalhamos com informações muito sensíveis”, sinaliza o gerente nacional de tecnologia, Edgar Moreira.

Banco Central: Inovação exige equilíbrio nada trivial entre pessoas, segurança e risco

O sistema perfeito inexiste e falhas vão acontecer, mas é obrigatório mitigar os riscos, sustenta o, ex-CIO e agora chefe de segurança cibernética da Autoridade Monetária, Marcelo Yared.

Crédito imobiliário ainda é desafio para digitalização

“Precisamos chegar lá. Mas nem a Estônia, que é considerado o país mais digitalizado do mundo, conseguiu”, lamenta o gerente nacional de soluções tecnológicas para habitação da CEF, Darlan Lins.

Ministério da Economia seleciona 105 startups para aceleração

Programa Inovativa Brasil, criado em 2013, oferece mentoria e contatos com potenciais parceiros. Primeiro ciclo de 2019 em 22/4.

Votorantim Cimentos leva iniciativa de IoT do Brasil para o mundo

O CIO da companhia, Humberto Shida, diz que a experiência com IoT para controle das betoneiras de cimentos foi validada e trouxe um retorno efetivo. Agora, o modelo nacional será replicado nos Estados Unidos.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G