TELECOM

Huawei: fornecedor não define política nem regra de uso da solução

Ana Paula Lobo* ... 25/02/2019 ... Convergência Digital

Não cabe à Huawei definir ou aplicar políticas ou legislações. Aos fornecedores, afirmou o vice-presidente da área de setor govenamental e utilities públicas da Huawei Enterprise, Edwin Diender, ao responder sobre as questões de segurança que envolvem os produtos da fabricante chinesa.

Para jornalistas brasileiros, no Mobile World Congress, que acontece esta semana, em Barcelona, na Espanha, Diender foi taxativo ao responder que a Huawei não usa backdoor(espionagem) em seus produtos. "Não, não usamos backdoor. Nossa preocupação de segurança é semelhante a de qualquer provedor de tecnologia. Nós fazemos a solução, testamos e a entregamos para quem compra, que define a configuração", sustentou.

Já sobre dados pessoais e privacidade, Edwin Diender, disse ao Convergência Digital, que a preocupação é obrigatória e o momento é o de se adaptar às novas regras. Diender admitiu que novos modelos de negócios estão surgindo por conta de serviços como o de reconhecimento facial, mas a implantação da tecnologia depende das regras estabelecidas pelas políticas públicas governamentais. "A plataforma é a mesma para todos os países, a solução existe, mas temos de adequar às regras de uso dos países", completa Diender. Assistam ao vídeo com Edwin Diender sobre privacidade de dados.

* Ana Paula Lobo viajou a Barcelona a convite da Huawei Brasil


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles fazem cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago

O recadastramento dos usuários junto às operadoras começará nesta quinta-feira, 18/04, pelo DDD 62, alcançando progressivamente todo o País até agosto. Quem não fizer o recadastramento terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado.

Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

Rede integrada de sensores e dispositivos conecta uma das fazendas da trading Amaggi, em Mato Grosso. Segundo a Oi, faixa de 450 MHz "é fundamental para IoT no campo".

Para a Anatel, prêmio de acessibilidade inaugura regulação por incentivos

“Queremos mudar a ótica, promover competição por qualidade e uma ferramenta são os rankings. Agora acessibilidade, mas teremos no ano que vem de qualidade e atendimento”, diz o presidente da agência, Leonardo de Morais. A TIM foi a primeira colocada em ações de acessibilidade.

Por 5G, Anatel quer triplicar a capacidade de espectro existente

Proposta de nova regulamentação de radioenlaces eleva de 26 GHz para 66 GHz a capacidade disponível. Contribuições serão aceitas por 60 dias. Modelo previsto pela agência prevê novas faixas entre 30 GHz e 170 GHz.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G