GOVERNO

Derrotado na Câmara, Bolsonaro revoga decreto que ampliava sigilo de informações

Luís Osvaldo Grossmann ... 27/02/2019 ... Convergência Digital

O Diário Oficial da União desta quarta, 27/2, traz o decreto que formaliza a revogação da tentativa de flexibilizar o procedimento de incluir informações como secretas e ultrassecretas. Derrotado na Câmara, o governo nem esperou a votação no Senado.

Em 23 de janeiro, o Executivo baixou o Decreto 9.690/19, que alterava a Lei de Acesso a Informações (12.527/11) e estendia a servidores comissionados a competência de classificar informações. Vista como um ataque a transparência, a medida foi criticada e derrubada por um Decreto Legislativo aprovado pela Câmara menos de um mês depois, pelo largo placar de 367 a 57. Faltava a votação pelos senadores.

Originalmente, a classificação de informações públicas como ultrassecretas é exclusiva do presidente e do vice-presidente da República, ministros e autoridades equivalentes, comandantes das Forças Armadas e chefes de missões diplomáticas no exterior.

A Lei de Acesso à Informação define que o prazo máximo para classificação de sigilo é 25 anos para as informações ultrassecretas —podendo ser prorrogado uma única vez por igual período. Já as informações classificadas como secretas permanecem em sigilo por 15 anos, prazo que não pode ser prorrogado. A data conta a partir da produção da informação, não de sua classificação.


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

TSE discute modelo para comprar 180 mil novas urnas eletrônicas

Tribunal terá uma audiência para mostrar as especificações técnicas- hardware e software - e o modelo de aquisição dos novos equipamentos, que serão usados nas eleições municipais de 2020.

MCTIC vai cruzar dados com a Receita em novo formulário da Lei do Bem

Segundo a diretoria de apoio à inovação da pasta, foco do novo FORMP&D é a segurança. “Ideia é assegurar que quem está prestando os registros são os representantes dessas empresas”, diz a diretora Adriana Martin.

Serpro e Dataprev unificam mais de 22 milhões de contas de brasileiros

Usuários, agora, terão um único login para acessar a plataforma gov.br e as mais de 80 soluções disponíveis de governo digital, entre elas, INSS e ComprasNet. Acesso ao portal poderá ser feito por CPF, senha e certificado digital A3, que serve para pessoas físicas e jurídicas.

Operações com criptomoedas terão que ser informadas à Receita

Nova instrução normativa da Receita exige informações quando as operações com ‘criptoativos’ ultrapassarem os R$ 30 mil mensais. No valor  de mercado desta terça-feira, 07/05, um bitcoin vale US$ 5.940,00, ou R$ 23.760. Ou seja, brasileiro com 2 bitcoins terá de prestar contas com o Fisco.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G