TELECOM

TV paga perde 2 milhões de assinantes em quatro anos de queda contínua

Luís Osvaldo Grossmann* ... 27/02/2019 ... Convergência Digital

Números da Anatel indicam que o mercado brasileiro de TV por assinatura terminou janeiro com 17,5 milhões de contratos ativos, uma redução de 0,8% sobre dezembro de 2018. A tendência negativa parece se manter. Nos últimos quatro anos a TV paga perdeu 2,1 milhão de assinantes, ou 11% do mercado.

Dos quatro grandes grupos que prestam o serviço no país, apenas a Oi apresentou crescimento entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019, mais 5,4%.  A NET/Claro, Vivo e SKY tiveram reduções de 5,8%, 2,2% e 1,5%.

De acordo com os números de janeiro de 2019, os grandes grupos detêm 97,1% dos contratos de serviço de TV por Assinatura, sendo NET/Claro com 48,8%, SKY com 30,2%, Oi com 9,2% e Vivo com 8,9%.

Apesar da redução no país, o serviço de TV por Assinatura cresceu nos estados das Regiões Nordeste e Norte nos últimos 12 meses. Os três maiores crescimentos foram registrados nos estados do Maranhão registrou aumento de 23,9 mil contratos (+13,5%), Rio Grande do Norte mais 11,8 mil (+5,1%) e Pará mais 11,7 mil (+3,8%).

* Com informações da Anatel


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 

Consumidores reclamam de proposta da Anatel que reduz conselho de usuários

Idec e Coalizão Direitos na Rede apontam que novo regulamento do Cdust prevê apenas um conselho nacional por operadora, no lugar dos 30 regionais atuais. E que agência suspendeu eleição com 300 mil votos. 

Projeto que torna roaming obrigatório passa na CCT da Câmara

Medida, que na prática já é prevista em leilões de espectro, vale somente para Vivo, Claro, Tim e Oi. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G