INTERNET

YouTube bloqueia comentários em vídeos com crianças

Luís Osvaldo Grossmann ... 28/02/2019 ... Convergência Digital

O YouTube informou nesta quinta, 28/2, que está desabilitando os comentários em vídeos que contenham crianças, na esteira das denúncias de conteúdos com exploração sexual de crianças na plataforma de vídeos, o que levou a vários anunciantes suspenderem propagandas.

“Na última semana, desabilitamos os comentários em dezenas de milhões de vídeos que poderiam ser alvo de comportamento predatório. Esses esforços foram focados em vídeos com crianças pequenas e vamos continuar a identificar vídeos em risco nos próximos meses. Vamos ampliar essa ação (...). Apenas um pequeno número de criadores poderá manter os comentários. Esses canais terão que participar ativamente da moderação de comentários e demonstrar baixo risco de comportamento predatório”, informou a empresa, em blog.

A reação se deu a partir da denúncia de um youtuber, Matt Watson, que demonstrou a facilidade com que usuários podem encontrar vídeos com comentários provocativos sobre crianças. Em seguida, anunciantes como AT&T, Nestlé, McDonald’s e a Epic Games, que desenvolve o jogo Fortnite, avisaram que estavam suspendendo propagandas no YouTube.

A empresa informa, também que está trabalhando “em um classificador mais eficiente, que vai identificar e remover comentários predatórios”, capaz de “identificar e remover 2X mais comentários”, com a ressalva que “esse classificador não vai afetar a monetização dos vídeos”. Vídeos que induzem comportamentos perigosos em crianças também serão alvo.


Cade arquiva processo contra o Google por práticas anticompetitivas no ecommerce

A acusação partiu da E-Commerce Media Group Informação e Tecnologia, dona dos sites Buscapé e Bondfaro. Segundo a empresa, o Google estaria “raspando” avaliações de produtos que clientes para exibi-las como conteúdo no Google Shopping.

Oi amplia vantagem contra TIM e NET no ranking da Netflix

No mês de maio, a Oi ficou à frente das rivais na banda larga por fibra óptica com velocidade média de 4,04 Mbps. A tele está na primeira posição  no ranking da OTT há quatro meses.

STJ: Provedor de internet tem obrigação de fornecer IP de usuário que invadiu e-mail

Relatora Ministra, Nancy Andrighi, sustentou que as prestadoras de serviços de Internet (operadoras inclusas) estão sujeitas ao artigo 1.194 do Código Civil de 2002. Segundo ela, os dados armazenados pelos provedores devem ser suficientes para a identificação do usuário.

Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Sete em cada 10 brasileiros desconhecem ou conhecem muito pouco a Lei de Dados Pessoais

Pesquisa, feita pela Serasa Experian, mostra ainda que apenas 13% apontaram ter tido problemas com dados indevidamente expostos.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G