Home - Convergência Digital

TOTVS é obrigada pela Justiça a fazer o desconto da contribuição sindical

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 25/03/2019

O juiz Jeronimo Azambuja Neto, da 18ª Vara do Trabalho de São Paulo, em decisão do dia 24 de março, determinou que a TOTVS faça o desconto das contribuições sindical, assistencial e associativa de todos os seus funcionários na folha de pagamento da empresa. A liminar concedida ao Sindpd contrapõe a Medida Provisória 873/2019, que muda a forma da cobrança das contribuições para boleto bancário.

Na decisão, o juiz afirma que "não havia urgência para alterações promovidas sem qualquer diálogo com os envolvidos". "Ademais, não há qualquer dano ou direito lesado para justificar alterações como exigência de autorização individual e restrição ao modo de recolhimento das contribuições, com exclusão de modalidade já consagrada de desconto em folha."

Na decisão, Jeronimo Neto afirma que a Constituição de 1988 impede mudanças bruscas na forma de financiamento sindical já consolidada no País que "possam vir a sufocar as entidades sindicais de modo ilegítimo por parte de coalizões governamentais". Ao citar o artigo 8ª da Carta Magna, que estabelece o desconto em folha das contribuições confederativas, o juiz reitera que a "Medida Provisória busca meramente dificultar o financiamento das entidades sindicais com a impossibilidade de desconto em folha e com a exigência de autorização individual".

Portanto, a TOTVS está obrigada a fazer o desconto e repasse:
 
"(a) da Contribuição Sindical, à razão de um dia de trabalho de todos os trabalhadores ativos no mês de março de 2019, que não tenham apresentado carta de oposição ao desconto, através da Guia de Recolhimento de Contribuição Sindical Urbana (GRCSU) com Código Sindical 921.000.827.01968-5, bem como que comprove nos autos, com o estabelecimento de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia até a efetivação das medidas, observado o limite máximo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), caso haja descumprimento, para todos os efeitos legais e de direito;

(b) da Contribuição Sindical, à razão de um dia de trabalho de todos os trabalhadores que vierem a ser admitidos após o mês de março de 2019, nos termos do art. 602 da CLT, através da Guia de Recolhimento de Contribuição Sindical Urbana (GRCSU) com Código Sindical 921.000.827.01968-5, bem como que comprove nos autos, com o estabelecimento de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia até a efetivação das medidas, observado o limite máximo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), caso haja descumprimento, para todos os efeitos legais e de direito;

(c) da Contribuição Assistencial aprovada em assembleia geral extraordinária da categoria, à razão de 1% (um porcento) do salário mensal dos empregados, por mês, limitado a R$ 40,00 (quarenta reais), respeitados aqueles que apresentaram carta de oposição ao desconto, e que a repasse ao Autor mediante boleto, disponibilizado no site www.sindpd.org.br, aba "Emissão de boletos", bem como que comprove nos autos, com o estabelecimento de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia até a efetivação das medidas, observado o limite máximo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), caso haja descumprimento, para todos os efeitos legais e de direito;

(d) da Contribuição Assistencial aprovada em assembleia geral extraordinária da categoria, à razão de 0,5% (meio por cento) do salário mensal dos empregados associados ao Sindicato, por mês, limitado a R$ 20,00 (quarenta reais), e a repasse ao Autor mediante boleto, disponibilizado no site www.sindpd.org.br, aba "Emissão de boletos", bem como que comprove nos autos, com o estabelecimento de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia até a efetivação das medidas, observado o limite máximo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), caso haja descumprimento, para todos os efeitos legais e de direito;

(e) da Mensalidade Associativa de todos os empregados associados, à razão de R$ 10,40 (dez reais e quarenta centavos), por mês, e a repasse ao Autor mediante boleto, disponibilizado no site www.sindpd.org.br, aba "Emissão de boletos", bem como que comprove nos autos, com o estabelecimento de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia até a efetivação das medidas, observado o limite máximo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), caso haja descumprimento, para todos os efeitos legais e de direito."

*Com informações do Sindpd/São Paulo







Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/06/2019
Indústria de semicondutores teme fuga de empresas com corte no imposto de importação

17/06/2019
Corte de imposto para produtos acabados extermina parque industrial de Tecnologia

08/05/2019
Pontes: Cortes são críticos e pesquisa só tem recursos até setembro

07/05/2019
AGU defende MP que proíbe desconto sindical na folha de pagamento

12/04/2019
CGI.br, Anatel e MCTIC escapam do Decreto que extingue colegiados

11/04/2019
Mudanças no eSocial reforçam liderança da Receita Federal

11/04/2019
Sindicato vai à OIT contra MP que tira desconto de contribuição em folha

10/04/2019
Pontes: Corte de 42% no orçamento deixa MCTIC 'com a corda no pescoço’

09/04/2019
Contribuição sindical: TRT enfrenta governo e desautoriza MP

04/04/2019
Sérgio Moro cria conta no twitter para “explicar propostas” da Justiça

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site