INTERNET

Europa aprova novas regras para plataformas online

Convergência Digital* ... 17/04/2019 ... Convergência Digital

Google e Amazon terão que dizer às empresas como classificam produtos em suas plataformas, enquanto o Facebook e outras empresas de tecnologia terão que ser mais transparentes sobre seus termos e condições, sob novas regras da União Europeia aprovadas nesta quarta, 17/4.

A lei de plataformas-para-negócios (P2B), proposta pela Comissão Europeia em abril do ano passado, é a mais recente iniciativa da Europa para conter os gigantes online e garantir que eles tratem rivais menores e usuários de forma justa. Multas poderão chegar a 4% do resultado anual.

Legisladores do Parlamento Europeu aprovaram a revisão das normas de proteção ao consumidor que terão de ser também aprovadas pelo Conselho Europeu nos próximos meses antes de entrarem em vigor. Negociadores dos três órgãos chegaram a um acordo político em fevereiro.

As novas regras, que cobrirão 7 mil empresas online, segmentam mercados de comércio eletrônico, lojas de aplicativos, mídias sociais e ferramentas de comparação de preços.

“Como a primeira regulamentação do mundo que aborda os desafios das relações comerciais dentro da economia online, é um marco importante do Mercado Único Digital e estabelece as bases para futuros desenvolvimentos”, afirmou Andrus Ansip, chefe digital da Comissão Europeia.

As regras incluem uma lista de práticas comerciais desleais, exigem que as empresas criem um sistema interno para lidar com reclamações e permitem que as empresas se agrupem para processar plataformas online.

“Este novo regulamento contribuirá positivamente para alcançar o mercado único digital, ao mesmo tempo que reforça a confiança e a previsibilidade online”, afirmou o grupo EDiMA, cujos membros incluem Amazon, Apple, eBay, Expedia, Facebook, Google, Microsoft e Mozilla.

* Com informações da Reuters


Site vende dados pessoais de 10 milhões de brasileiros

Segundo o Ministério Público do DF, oferta de nomes, endereços, CPFs e e-mails pela internet é illegal e sustenta pedido de bloqueio do domínio ao NIC.br.

Procon-SP multa SBT por propaganda infantil no YouTube

Denúncia, ainda de 2017, rendeu sanção de 387,36 mil contra a emissora. 

Toffoli concede liminar à Netflix e suspende proibição a especial do Porta dos Fundos

Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffolil, revogou a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de janeiro.

Brasil ocupa a quarta posição em ranking dos endereços IPs mal configurados

Mas ação do programa Por uma Internet mais Segura, criado pelo CGI.br e pelo NIC.br, conseguiu reduzir o problema em mais de 60% nos últimos dois anos.

Globo.com avança com IPv6 e unifica infraestrutura por mais streaming

A empresa conta com mais de 3,5 Tbps de banda agregada no Rio e em SP. São 600 Gbps de conexão com o IX de SP e 200 Gbps de conexão com IX do Rio.

Revista Abranet 29 . dez/nov 2019 - jan 2020
Veja a Revista Abranet nº 29 Abranet teve uma atuação intensa em 2019, encaminhando contribuições públicas para consolidar uma internet produtiva, livre e inovadora. Futurenet: entidade discute tendências de mercado e tecnologia. Veja a revista.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G