Home - Convergência Digital

CESAR oferece bolsa de R$ 2000,00 para Summer Job em Recife, Curitiba, Manaus, Sorocaba e Foz do Iguaçu

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 18/04/2019

O CESAR fornecerá ao aluno, a título de ajuda de custo, o valor total de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para as seis semanas de projeto, pagos em 2 parcelas: 50% na primeira semana do programa e 50% na última semana. Também providenciará gratuitamente ao aluno selecionado, passagens aéreas de ida e volta da sua cidade de residência até a unidade do CESAR escolhida para participar do programa. Limitando-se ao tráfego dentro do território nacional.

O candidato deve estar matriculado em instituição de ensino de nível superior (bacharelado ou tecnólogo) cuja data de conclusão seja igual ou maior do que dezembro de 2019, ter disponibilidade de 40h semanais para se dedicar ao programa, ter perfil empreendedor e grande interesse por tecnologias e inovação. É necessário Inglês Fluente ou avançado, pois muitos materiais disponibilizados serão em inglês, então o aluno precisará ter pelo menos fluência de leitura na língua inglesa.

O aluno poderá se candidatar para participar do programa em Recife-PE, na sede do CESAR, bem como nas regionais do centro de inovação em Sorocaba-SP, Curitiba-PR ou Manaus-AM. No ato da inscrição o candidato poderá assinalar até três opções de cidade em ordem de preferência. Para a edição de 2019.2 o aluno também poderá optar por fazer o CESAR Summer Job em Foz do Iguaçu - PR no PTI ou em Recife-PE no ISI-TICs.

O Programa Summer Job permite que os estudantes obtenham experiência prática na área de tecnologia, além de potencializar habilidades, identificar talentos e proporcionar um ambiente de experimentação rápida para as empresas patrocinadoras. As turmas são formadas por quatro participantes de diferentes cursos, como: Engenharia e Ciência da Computação, Design, Administração, Engenharia Elétrica e Eletrônica, Publicidade e Propaganda, Marketing, entre outros. Nesta edição, que acontece em inglês, conta com a possibilidade de participação de estudantes de outros países.

Cada equipe receberá um desafio com base em questões reais de uma empresa – seja um problema ou uma oportunidade – e, durante seis semanas do período de férias, os estudantes precisarão definir uma solução, prototipar e validar a sua escolha. Os desafios são propostos pelas empresas patrocinadoras, as quais poderão obter soluções para problemas reais e atuais de sua operação.

 O CESAR oferece tutoria, metodologias e expertise de sua equipe de profissionais. Os estudantes têm liberdade para definir a melhor solução para o desafio recebido, imersos em um ambiente real de concepção e desenvolvimento de projetos de inovação, além de uma ajuda de custo para as despesas durante o programa.

 "O Summer Job é ideal para os estudantes que buscam aprimoramento pessoal e vivência do mercado de trabalho e têm espírito empreendedor. Durante todo o Programa, os participantes serão envolvidos na resolução de um desafio da empresa patrocinadora. juntamente com uma equipe técnica altamente qualificada", explica o Chief Design Officer do CESAR, Eduardo Peixoto. "Um dos grandes diferenciais é que temos no Programa empresas patrocinadoras que trarão diversos desafios nos quais os estudantes deverão trabalhar, bem como direcionamentos reais de mercado", reforça Peixoto.  "As empresas patrocinadoras do Summer Job também se beneficiam, já que os protótipos gerados durante as atividades poderão ser implementados e virarem produtos inovadores", explica.

 Desde 2012, o CESAR vem realizando edições do Summer Job. Algumas das empresas patrocinadoras das últimas edições foram Fedex Express, Grupo Boticário, Gerdau, Unilever, Globo, Grupo Cornélio Brennand, FCA - Fiat Chrysler Automobiles, entre outras. O Programa já contou com a participação de alunos do ITA, UFPE, Insper (SP), USP (SP), PUC-Rio (RJ), UEA (AM), UFJF (MG), UPE, Universidade Católica de Pernambuco e UFPB.

 Para inscrições e outras informações acesse: http://summerjob.cesar.org.br

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site