INTERNET

Bibliotecas e museus sofrem para digitalizar e oferecer acervos online

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/04/2019 ... Convergência Digital

As bibliotecas e museus brasileiros estão longe das metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Cultura, que prevê a disponibilização dos acervos pela internet até 2020. Mas como mostra a pesquisa TIC Cultura 2018, divulgada nesta terça, 23/4, pelo Cetic.br, a falta de dinheiro e pessoal são obstáculos que dificultam a tarefa.

Como lembra o estudo, os conteúdos de arquivos que estejam em domínio público ou licenciados devem estar disponibilizados na internet e as informações sobre os acervos de todas as bibliotecas públicas e de 70% dos museus e arquivos deve ser oferecidos para consulta on-line até o ano que vem. Mas no caso das bibliotecas, só 31% delas estão digitalizando alguma parte do acervo. E menos de uma em cada quatro (22%) oferecem online.

A digitalização tem algum sucesso nos arquivos (77%), museus (61%), pontos de cultura (61%) e bens tombados (55%). Mas como aponta a própria pesquisa, é “pequena a proporção de acervo digitalizado em relação ao total do repositório pertencente à instituição: menos da metade dos acervos de documentos oficiais históricos ou registros arquivísticos (48%) e manuscritos ou originais (43%) estavam digitalizados”.

Ainda menor é a proporção de acervos disponíveis online – como mostra a pesquisa, a disponibilização para o público se dá, sobretudo, no próprio local de funcionamento das instituições, e não pela rede. Já a oferta de catálogos do acervo on-line, que poderia dar visibilidade e ampliar o acesso a esses materiais, era realizada por apenas 15% dos museus e 12% das bibliotecas, apresentando maior proporção apenas entre arquivos (38%).

Ou seja, a oferta de conteúdos digitalizados se dá mais frequentemente nos arquivos, entre os quais 35% o faziam por meio de websites próprios, e nos pontos de cultura, com 27% disponibilizando os materiais nas plataformas ou redes sociais em que a instituição estava presente. Entre museus, apenas 10% ofereciam acervo digitalizado em website da instituição e 14% em plataformas ou redes sociais on-line.

A falta de financiamento é a dificuldade mais citada entre todos os tipos de equipamentos analisados na pesquisa, mesmo entre aqueles em que a digitalização estava mais presente, como arquivos (56%), museus (48%) e pontos de cultura (52%). Outro obstáculo mencionado constantemente foi a falta de equipe qualificada, citado como principal dificuldade por 27% dos gestores das bibliotecas e por um em cada quatro dos museus (24%)

“Os resultados apresentados nesta publicação evidenciam o longo caminho ainda a ser percorrido pelos equipamentos culturais brasileiros”, conclui a TIC Cultura. A pesquisa foi realizada entre março e julho de 2018, sendo entrevistados 3.065 responsáveis pelos equipamentos culturais, incluindo arquivos, bens tombados, bibliotecas, cinemas, museus, pontos de cultura e teatros.


STJ pressiona por PJe e vai recusar processos eletrônicos a partir de outubro

A partir de 1º de outubro, o Superior Tribunal de Justinça não vai mais receber processos dos Tribunais de Justiça e dos Tribunais Regionais Federais em desacordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça. 

Justiça condena site a pagar R$ 100 mil por uso indevido de imagem para 'memes'

A publicação de fotos sem autorização de uso de imagem, somada à venda de produtos contendo a imagem ou caricatura da pessoa, configura dano moral. Assim entendeu o juiz Thiago Inácio de Oliveira, da 2ª Vara de Cristalina (GO). A imagem foi usada em 'memes' em página de humor na Web.

Governo do Espírito Santo vai comprar 340 quilômetros de fibra óptica

Licitação está sendo conduzida pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest). Projeto vai interligar 100 unidde de órgãos públicos estaduais. Hoje a infraestrutura óptica do governo já interliga cerca de 450 órgãos estaduais em quatro cidades.

Governo Trump ameaça a França por imposto cobrado às gigantes da Internet

O Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada sobre a receita de serviços digitais vendidos na França por empresas que tenham mais de 25 milhões de euros em receita no país e 750 milhões de euros no mundo. O departamento de Comércio dos EUA questiona a legalidade do tributo.

STJ cancela domínio ‘Decolando’ e arbitra dano de R$ 50 mil à Decolar.com

Para a Justiça, houve dano moral no uso do mesmo verbo para oferta de serviços de turismo pela internet. 

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G