Home - Convergência Digital

Teles dos EUA são processadas por venderem geolocalização dos clientes

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 06/05/2019

Quatro ações coletivas foram abertas nos Estados Unidos contra cada uma das quatro grandes operadoras de celular do país, AT&T, Verizon, T-Mobile e Sprint. São processos que buscam reparações aos 300 milhões de usuários de telefonia móvel, que acusam as teles de venderem dados de localização a terceiros.

As ações alegam que as empresas violaram a legislação americana, além de suas próprias promessas, pelo compartilhamento dos dados de geolocalização fornecidos pelos smartphones, em uma “disseminação não autorizada dos dados a terceiros, inclusive, mas não apenas, agregadores de dados que por sua vez podem usar ou revender as informações de geolocalização”.

Grosso modo, as ações coletivas representam todos os usuários de telefonia celular entre 2015 a 2019 nos EUA, sendo cerca de 100 milhões na AT&T, 100 milhões na Verizon, e 50 milhões em cada uma de T-Mobile e Sprint. Os valores das reparações serão discutidos ao longo do julgamento.

Para sustentar as violações à privacidade, as ações recuperam promessas feitas ainda em 2018 pelas quatro operadoras no sentido de que não mais venderiam os dados de geolocalização de seus clientes depois que vários foram vazados. Apesar disso, uma investigação da revista digital Motherboard mostrou que em janeiro deste 2019 a prática continuava em vigor.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/05/2020
Governos queriam acesso a mais dados de app de rastreamento da Apple e Google

19/05/2020
CGI.br reforça pedido por cautela no uso dos dados na prevenção à Covid-19

18/05/2020
STF define se Justiça pode bloquear WhatsApp por recusa de entrega de dados

18/05/2020
MPF quer que STF autorize acesso a dados de celular sem ordem judicial

14/05/2020
LGPD faz falta para cuidar da privacidade no uso de dados na Covid-19

07/05/2020
STF derruba MP que mandava teles repassarem dados de clientes ao IBGE

07/05/2020
Site de streaming de nudez vaza quase 6 milhões de registros de brasileiros

06/05/2020
STF: Falta da LGPD agrava uso de dados dos clientes de telecom pelo IBGE

04/05/2020
Sem os dados das teles, IBGE começa a fazer pesquisa sobre Covid-19

29/04/2020
Quatro estados já usam e 10 estão na fila para medir isolamento com celulares

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site