TELECOM

Anatel mantém pente fino na recuperação judicial da Oi

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/05/2019 ... Convergência Digital

A Anatel decidiu manter o acompanhamento muito de perto da situação da Oi enquanto a operadora consolida seu plano de recuperação judicial. Além de prorrogar o grupo de trabalho criado no início de 2018, a agência quer acesso a dados financeiros completos, como fluxo de caixa, receitas e custos, financiamentos e eventuais alienações.

A decisão, expressa no Acórdão 226/19 do Conselho Diretor da Anatel, lista uma série de novas determinações à supertele nacional. Estão mantidas obrigações de notificar e dar acesso à agência às reuniões do Conselho de Administração, mas também do Comitê de Implementação do Plano de Recuperação Judicial, do Comitê de Auditoria, Riscos e Controles, entre outros.

Em 60 dias, a Oi terá que apresentar seu fluxo de caixa consolidado e a previsão ajustada do mesmo, acompanhada das premissas econômico-financeiras que fundamentam a projeção, em especial, a rentabilidade esperada dos principais investimentos previstos, e o custo de contratação de empréstimos e financiamentos e sua compatibilidade com os investimentos previstos.

A Oi também terá que destacar as fontes de recursos, em especial aquelas oriundas de desinvestimentos no capital de outras empresas, constituição de ônus reais ou gravames sobre os ativos, além de franquear ao regulador documentos, informações contábeis, jurídicas, econômico-financeiras e operacionais que embasem decisões administrativas.

Além disso, a operadora segue obrigada a pedir anuência prévia sobre controle societário, devendo comunicar à Superintendência de Competição as negociações de participações relevantes de seu capital em bolsa de valores, superiores a 5% do capital votante, no menor prazo possível.


Internet Móvel 3G 4G
App permite ao MPDFT concluir inventário de bens móveis em sete dias

Ferramenta, desenvolvida internamente e instalada nos celulares dos servidores públicos, permitiu localizar e catalogar, em tempo recorde, 34.378 itens em todas as unidades da instituição. Até então, o prazo médio do trabalho era de três meses.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Consumidores reclamam de proposta da Anatel que reduz conselho de usuários

Idec e Coalizão Direitos na Rede apontam que novo regulamento do Cdust prevê apenas um conselho nacional por operadora, no lugar dos 30 regionais atuais. E que agência suspendeu eleição com 300 mil votos. 

Projeto que torna roaming obrigatório passa na CCT da Câmara

Medida, que na prática já é prevista em leilões de espectro, vale somente para Vivo, Claro, Tim e Oi. 

STF nega recurso e TIM vai pagar multa de R$ 1 milhão por “Ilimitado” e “Liberty”

Em ação iniciada ainda em 2012, Ministério Público do DF reclamou de publicidade enganosa e restrições unilaterais nos contratos. Em nota, TIM “reitera o compromisso com a transparência das suas ofertas de planos e serviços”. 

Bolsonaro: Nova Lei de Telecom é uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil

Governo realizou uma solenidade no Palácio do Planalto para marcar a sanção do novo marco legal. Ministro Marcos Pontes e representantes do setor participaram da cerimônia.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G