INOVAÇÃO

Sem qualificação em TICs, Brasil ficará com os piores empregos, aponta MCTIC

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/05/2019 ... Convergência Digital

Diante do forte aperto orçamentária e a falta de recursos para ciência e pesquisa, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, lembrou que a falta de qualificação profissional não deixará o Brasil apenas para trás tecnologicamente, mas à reboque dos novos empregos que serão criados pela economia digital.

“A gente precisa acompanhar a tecnologia para sermos competitivos como país, do contrário vamos ficar para trás, do contrário nossa força de trabalho vai ficar com os piores trabalhos. Nós precisamos ser protagonistas”, afirmou Pontes ao participar, nesta quarta, 8/5, de audiência conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia e de Educação na Câmara dos Deputados.

O ministro lembrou de levantamentos do setor de tecnologia da informação e comunicações, que projetam a possibilidade ampliar a participação, especialmente do segmento de softwares e serviços, ainda no curto prazo, conforme estimativas da Brasscom. “O setor de TI quer dobrar o PIB em cinco anos. É possível. Mas isso significa preparar mão de obra qualificada”, afirmou Marcos Pontes.

Segundo dados da Brasscom, se atualmente a formação profissional já sofre para dar conta dos novos postos de trabalho criados a cada ano, a partir de 2024 essa distância será significativa. Em cinco anos, a demanda chega 420 mil novos profissionais.




TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Adarsh Kumar, Capgemini: open banking é transformador, mas dados pertencem aos clientes

O open banking vai mudar o modelo de serviços bancários, afirma o CTO e líder de cibersegurança para a América Latina da Capgemini.

Bradesco: Next não vai 'matar' o banco tradicional

O diretor-presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, garante que os dois modelos de negócio irão conviver, mas admite que as agências físicas vão mudar de perfil. Também revela que o Next mira um público mais jovem.

Brasileiro quer dar adeus às senhas com o uso maior da biometria

Sonho de consumo, revelado em estudo da IDEMIA, é de usar biometria para pagamentos online e para acessar ambientes dentro da própria casa. Brasil desponta em primeiro lugar no uso da biometria pela impressão digital, mas despenca posiçoes no uso do reconhecimento facial.

Com novo aporte de US$ 150 milhões, Loggi é o mais novo unicórnio brasileiro

Startup voltada para entregas expressas atingiu valor de US$ 1 bilhão com nova rodada de investimentos. Empresa afirma que vai montar uma equipe com mais de 1000 desenvolvedores para ser referência mundial em Inovação.

Vivo reduz em 36% suas emissões de CO2

Desde outubro de 2018, 100% do consumo de energia da Vivo passou a ser proveniente de fontes renováveis, a partir da contratação de energia incentivada com atributo renovável no mercado livre.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G