TELECOM

Huawei acena com acordos anti-espionagem para evitar banimentos

Convergência Digital ... 14/05/2019 ... Convergência Digital

A chinesa Huawei sinaliza que pode firmar acordos de compromisso de que não fará qualquer tipo de espionagem como forma de convencer governos a manterem-na como possível fornecedora de equipamentos de rede, notadamente para o 5G.

“Estamos dispostos a assinar acordos de não espionagem com governos, inclusive com o Reino Unido, para nos comprometermos a fazer com que nossos equipamentos atendam padrões de não espionagem, sem backdoors”, afirmou o presidente da companhia, Liang Hua, durante entrevista em Londres nesta terça, 14/5, segundo relata a agência Reuters.

O movimento é uma resposta ao governo dos Estados Unidos, que tem pressionado aliados, especialmente na Europa, a banirem os equipamentos de rede chineses, sob alegação de que eles são usados para repassar informações ao governo da China. O Reino Unido está em processo de avaliação sobre esse tema, daí a visita ao país.

Além dos Estados Unidos – que vão impedir até a comercialização de aparelhos smartphones chineses no país – países como Austrália, Nova Zelândia e Japão já cederam às pressões americanas e anunciaram que a fabricante chinesa não poderá participar da implementação da novas redes em seus territórios. Por outro lado, a Alemanha anunciou que não vai banir a empresa, posição que deve ser seguida também pela França. No Reino Unido, maior aliado dos EUA, ainda não foi anunciada uma decisão.



STF decide que Lei estadual que proíbe fidelização é constitucional

Para a Ministra relatora Rosa Weber, a lei do Rio de Janeiro apenas veda a fidelização, sem interferir no regime de exploração ou na estrutura remuneratória da prestação dos serviços. O objetivo, segundo ela, é apenas a proteção dos usuários.

Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

Proposta foi apresentada em reunião do Conselho Diretor da Anatel.  Mas a faixa é usada pela Força Aérea Brasileira para aplicações de telemetria. Agência sugere destinar 30 MHz para satélites, como forma de evitar interferência.

Telefone ainda é o canal preferido para reclamações sobre serviços

Desde o início da pandemia da Covid-19, mais de um terço das solicitações (36%) foi encaminhada por telefone, bem à frente chat (21%) e email (20%).

Anatel publica novo regulamento de arrecadação de tributos

Norma disciplina recolhimento do FUST, Fistel, e da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G