Home - Convergência Digital

Teles pedem medidas pró 5G e governo acena com Decreto para antenas

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 15/05/2019

A efetiva implantação do 5G no Brasil vai exigir fortes investimentos em infraestrutura, notadamente na modernização das redes de telecomunicações, mas esse é um esforço que anda esbarra em entraves burocráticos que não foram superados sequer para o 4G. O alerta foi feito pelas operadoras de telecomunicações durante debate sobre o tema na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara nesta quarta, 15/5.

“Algumas questões precisam ser ressaltadas. No caso das antenas, a demanda vai crescer exponencialmente, até pelo uso de faixas mais altas do espectro de radiofrequência. Mas essa demanda de infraestrutura é um entrave. A regulamentação municipal de licenças, a burocracia excessiva, os prazos, são entraves. Só em São Paulo há 2,8 mil pedidos sem liberação. O que já é um problema sério e será ainda mais para o 5G”, afirmou o diretor regulatório do Sinditelebrasil, Sérgio Kern.

Não se trata de uma questão nova. Ainda em 2015 foi aprovada a apelidada Lei das Antenas (13.116/15), que pretendia simplificar as exigências de licenciamento, mas que acabou esvaziada com o veto presidencial do trecho mais significativo daquela legislação, a adoção do ‘silêncio positivo’, ou seja, a aprovação tácita dos pedidos que não fossem respondidos em até 60 dias.

De sua parte, o governo sugere que vai superar essa falta na regulamentação daquela lei. “Estamos em vias de publicar um decreto com a regulamentação da Lei das Antenas. E entendemos que por meio do decreto será possível endereçar algumas questões, por exemplo, o conceito de uma small cell, que a lei já diz que deve ser dispensada de licença. Também queremos endereçar a questão do silêncio positivo”, afirmou o secretário de telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes.

“Para ter sucesso, o 5G precisa dos investimentos do setor privado. Mas os benefícios têm um preço, que é a instalação de mais antenas, não somente nas grandes torres, mas também em ambientes fechados, postes de iluminação, estruturas prediais. Essa é uma questão que precisa ser resolvida”, emendou o vice-presidente do CPqD, Alberto Paradisi.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/05/2019
Huawei: 'lista negra' dos EUA infringe direitos e levanta sérias questões legais

15/05/2019
Teles pedem medidas pró 5G e governo acena com Decreto para antenas

14/05/2019
Huawei acena com acordos anti-espionagem para evitar banimentos

14/05/2019
Ecossistema do 5G já conta com 33 aparelhos em fabricação

13/05/2019
Consumidor brasileiro quer logo o 5G para ter estabilidade na banda larga

10/05/2019
Ericsson e Deutsche Telekom anunciam link sem fio de 100 Gbps em faixas milimétricas

08/05/2019
Inatel e RNP fecham aliança por 5G e IoT

07/05/2019
Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

30/04/2019
Cisco anuncia novos equipamentos WiFi com promessa de 5G

29/04/2019
Governo dos EUA ameaça com retaliação países que usarem Huawei no 5G

Destaques
Destaques

Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Muitas instituições financeiras estão com a área de inovação trabalhando para entender como usar a Internet das Coisas em seus serviços, diz o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse.

País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

Primeiro trimestre do ano terminou com 136 milhões de acessos LTE ativos, ou praticamente 60% dos celulares em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site