INCLUSÃO DIGITAL

Telefonica abre chamada para soluções inovadoras de conectividade rural

Convergência Digital ... 04/06/2019 ... Convergência Digital

Telefónica, por meio da plataforma Open Future, busca propostas inovadoras para conectar áreas rurais isoladas ou remotas de qualquer parte do mundo, possibilitando a conexão entre as pessoas e o acesso à internet móvel. As ideias serão recebidas até o dia 30 de junho, pelo Call Global 2019 Internet para Todos, projeto de mesmo nome lançado pela Telefónica no ano passado.

Como explica a própria empresa, “o Internet para Todos é uma importante oportunidade de negócios para a Telefónica em áreas não cobertas pela infraestrutura tradicional e, ao mesmo tempo, um projeto sustentável e responsável para reduzir o fosso digital”.

O objetivo desta chamada, lançada no Brasil pela Wayra, é explorar soluções sustentáveis para dois desafios: a obtenção de dados reais e confiáveis sobre áreas isoladas a serem conectadas; e uma vez ampliada a conectividade em ambientes remotos, como acelerar sua adoção e impacto.

O projeto vencedor terá um espaço de trabalho à sua disposição por um período de 3 a 6 meses, em qualquer um dos hubs Wayra e Open Future presentes em 11 países, dependendo da disponibilidade e do local mais apropriado. Além disso, serão oferecidos mentoria e acompanhamento aos projetos selecionados, ministrados por membros da equipe Internet para Todos, bem como a divulgação da iniciativa.

Caso a solução proposta seja de interesse comercial e tecnicamente validada pelos especialistas do Internet para Todos, a startup vencedora terá a possibilidade de realizar um Piloto Comercial no valor de até € 100 mil (cerca de R$ 430 mil) e com duração de 3 a 6 meses. Se o piloto for bem-sucedido, será estudada a possibilidade de incluir o projeto ou produto no catálogo de serviços do Grupo Telefónica.

O Internet para Todos surgiu originalmente no Peru, com a missão e conectar áreas isoladas. Agora, a Telefónica procura replicar esse modelo em qualquer lugar do mundo com o mesmo espírito colaborativo, somando soluções abertas, disruptivas e sustentáveis.



Carreira
Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Audima cria ferramenta para levar conteúdo aos analfabetos digitais

A partir da própria dor, uma vez que tem dislexia, Paula Pedrosa criou a Audima, uma startup que transforma palavras em áudios. "O império da visão exclui muita gente. Nosso desafio, hoje, é mostrar que inclusão monetiza", observa a executiva.

Nas favelas, há jovens ávidos para aprender e trabalhar com TICs

O projeto Vai na Web já formou 200 jovens em linguagem de programação, mas, agora,busca recursos para ensinar as profissões do futuro como Inteligência artificial e internet das coisas.

Anatel quer saber se há interesse em investir em satélites no Brasil

Consulta pública sobre o tema recebe contribuições até 7 de setembro. Ideia é saber se há empresas que queiram prover serviço ininterrupto de capacidade satelital por cinco anos a partir de 1 de janeiro de 2021.

Sem rede e velocidade de conexão, escola rural padece para acessar à Internet

Apenas 34% das escolas possuem ao menos um computador com acesso à internet e a velocidade de conexão é baixa para permitir uso pedagógico, na faixa de 2 Mbps, revela a pesquisa TIC Educação 2018, do CGI.br.

Anatel quer BNDES como agente financeiro para usar FUST na expansão da banda larga

Agência reguladora aprovou o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações, o PERT. De acordo com a Anatel, 3.542 dos 5.570 municípios do país não possuem acesso à rede de fibra óptica. Agência também diz que dos R$ 20 bilhões do FUST, apenas R$ 200 mil foram aplicados no setor.

Acesso à Internet reproduz desigualdade social e econômica no Brasil

Estudo do IPEA mostra que a falta de acesso à internet repete as mesmas adversidades e exclusões já verificadas na sociedade brasileira no que tange a analfabetos, menos escolarizados, negros, população indígena e desempregados.  Homens e mulheres têm comportamento semelhantes na Web.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G