TELECOM

Telefonia fixa perdeu 157 mil linhas de março para abril

Da redação ... 06/06/2019 ... Convergência Digital

Dados de abril divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 06/06, informam que o serviço de telefonia fixa deixou de ser prestado em 2,69 milhões de domicílios nos últimos 12 meses (-6,88%). No total, 36,36 milhões de domicílios brasileiros possuíam telefone fixo no quarto mês do ano.

Em abril, a Telefônica (Vivo) registrou 12,29 milhões de domicílios atendidos com linhas fixas (33,80% de mercado), a Oi teve 11,36 milhões (31,24%) e a Claro teve 10,12 milhões (27,84%). Nos últimos 12 meses, a Vivo apresentou redução de 1,08 milhão de linhas (-8,05%), a Oi menos 1,17 milhão (-9,33%) e a Claro menos 660,46 mil (-6,12%).

Já as Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs) registraram aumento de 16,93 mil domicílios na prestação da telefonia fixa (+1,04%). A PPP é uma empresa que detém menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atua. Na variação de março para abril de 2019, o serviço de telefonia fixa deixou de ser prestado em 147,73 mil residências (-0,40%). Enquanto os grandes grupos de telecomunicações apresentaram uma redução total de 170,15 mil linhas fixas (-0,49%), as PPPs tiveram um acréscimo de 22,42 mil (+1,39%).

Nos domicílios brasileiros, a telefonia fixa prestada em regime público (concessões) apresentou redução de 1,96 milhão de linhas (-8,88%) em doze meses. Nesse período, a diminuição das linhas fixas em regime privado (autorizadas) foi de 707,5 mil unidades (-4,27%). Entre março e abril, a redução foi de 88,76 mil domicílios (-0,44%) para a prestação em regime público e de menos 68,89 mil (-0,43%) no regime privado.


Internet Móvel 3G 4G
App permite ao MPDFT concluir inventário de bens móveis em sete dias

Ferramenta, desenvolvida internamente e instalada nos celulares dos servidores públicos, permitiu localizar e catalogar, em tempo recorde, 34.378 itens em todas as unidades da instituição. Até então, o prazo médio do trabalho era de três meses.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Consumidores reclamam de proposta da Anatel que reduz conselho de usuários

Idec e Coalizão Direitos na Rede apontam que novo regulamento do Cdust prevê apenas um conselho nacional por operadora, no lugar dos 30 regionais atuais. E que agência suspendeu eleição com 300 mil votos. 

Projeto que torna roaming obrigatório passa na CCT da Câmara

Medida, que na prática já é prevista em leilões de espectro, vale somente para Vivo, Claro, Tim e Oi. 

STF nega recurso e TIM vai pagar multa de R$ 1 milhão por “Ilimitado” e “Liberty”

Em ação iniciada ainda em 2012, Ministério Público do DF reclamou de publicidade enganosa e restrições unilaterais nos contratos. Em nota, TIM “reitera o compromisso com a transparência das suas ofertas de planos e serviços”. 

Bolsonaro: Nova Lei de Telecom é uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil

Governo realizou uma solenidade no Palácio do Planalto para marcar a sanção do novo marco legal. Ministro Marcos Pontes e representantes do setor participaram da cerimônia.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G