GESTÃO

Omnichanel: bancos vivem a 'dor' da integração dos canais digitais aos físicos

Por Carmen Nery ... 17/06/2019 ... Convergência Digital

O ominichanel segue sendo estratégico para o setor financeiro para aprimorar a experiência dos clientes. Ao moderar o painel "Como os bancos podem atender a necessidade de velocidade em uma era omnichannel", realizado no CIAB Febraban 2019, que aconteceu de 11 a 13 de junho, em São Paulo, o diretor Executivo da Embratel para o Mercado Financeiro, Antonio João Filho, observou que o omnichanel é a ferramenta viabilizadora da integração da parte virtual com a parte física – no caso dos bancos, representada pelas agências –, seja nos momentos positivos de uma venda de um serviço ou produto como também nos possíveis momentos de estresse com o correntista.

O consultor da Genesys Eduardo Garcia comentou como a maneira de consumir serviços mudou completamente com as plataformas digitais e, especialmente, como a transformação digital exige ter o cliente no centro do modelo de atendimento. "Não se deve mais monitorar desempenho por horas trabalhadas ou clientes atendidos. Hoje, monitora-se a experiência do cliente, quem são os detratores e os que elogiam", explicou.

Os bancos sabem da mudança de perfil e, hoje, afirma o gerente Departamental de Infraestrutura de TI do Bradesco, Rui Jorge Cabral, trabalham para reduzir  o que chamou de a 'dor' da integração dos canais virtuais com os canais físicos. Cabral lembrou que, antes, cada unidade do banco tinha uma solução de atendimento e que o omnichanel surgiu como a solução perfeita para resolver todos os problemas, mas observou que está muito longe disso. "O período ainda é de aprendizado. Os bancos digitais avançaram muito o uso do omnichanel, mas ainda temos de aperfeiçoar bastante", relatou.

O cliente mudou, o Banco Cetelem também teve de mudar, sinalizou o CIO da instituição, Nuno Parente. Segundo ele, ao identificar as alterações no comportamento dos clientes, foi necessário fazer uma análise mais profunda desse movimento. "Ao endereçar o contexto dos correntistas, percebemos quando podemos fazer uma venda de um produto ou quando temos de recuar porque o cliente está estressado", afirmou.

Há 10 anos, o único ponto de acesso do cliente com o banco era o call center, lembrou o diretor de Atendimento e Operações de Call Center da Claro Brasil, Celso Tonet. Hoje, há diversos outros meios e isso exige que o tratamento ao correntista seja feito em quatro dimensões: acesso aos serviços; resolução de ocorrências; confiabilidade e empatia. "Hoje temos de ter um site de alta disponibilidade e um aplicativo que funcione. Quando entra em contato, o cliente quer ver o seu problema resolvido. A empatia é o que chamamos de usabilidade, que tem de ser cada vez mais simplificada", completou Tonet.


Carreira
Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Cartilha do MCTIC ao Congresso lista 150 programas que precisam de orçamento

Documento reúne sugestões como Gesac, redes de fibra óptica no Norte, Nordeste, base de Alcântara, satélite, entre outros. 

Teles adotam Código de Conduta de Telemarketing

São seis princípios básicos, entre eles ligações apenas em horários adequados e respeitar o desejo do consumidor que não quiser receber ligações. Segundo a Anatel,desde julho, quando foi criada a plataforma 'Não me Pertube', mais de dois milhões de telefones foram bloqueados para as operadoras.

Britânia adere à inteligência artificial na gestão e nos produtos

"A nossa ideia é ter pessoas qualificadas pensando em produtos melhores e não em funções repetitivas", diz a gerente de Marketing, E-commerce e parcerias da indústria, Samanta Puglia. A executiva admitiu que essa guinada já trouxe dores, entre elas, a mudança do quadro de pessoal.

Paraná adota Inteligência Artificial em serviços ao cidadão

Os serviços desenvolvidos pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar)são as ferramentas eleitas pelo Governo do Estado para ampliar a digitalização dos serviços, revela André Telles, assessor especial de Gestão Inteligente e Inovação.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G